Fotos Polaroid levantam US$ 12,5 milhões em leilão em Nova York

quarta-feira, 23 de junho de 2010 15:42 BRT
 

Por Chris Michaud

NOVA YORK (Reuters) - Um leilão de fotos da coleção da Polaroid Corporation rendeu 12,5 milhões de dólares, marcando um recorde em leilões do célebre fotógrafo Ansel Adams e novos patamares para a mídia fotográfica de artistas que incluem Andy Warhol, Chuck Close e David Hockney.

A venda de 1.200 fotos da coleção Polaroid foi feita a mando de um tribunal de falências do Minnesota, onde o empresário Tom Petters, cujas operações no passado incluíram a Polaroid Corp, foi condenado no ano passado por um esquema de pirâmide que movimentou 3,65 bilhões de dólares.

Sentenciado em abril a 50 anos de prisão, Petters comprou a firma falida alguns anos atrás, e ela foi forçada a declarar concordata quando a fraude foi exposta, em 2008.

Colecionadores e curiosos lotaram o recinto da Sotheby's, concorrendo acirradamente com compradores pelo telefone para arrematar obras de artistas como Ansel Adams, representado em cerca de 400 trabalhos. Havia também trabalhos de Warhol, Robert Mapplethorpe, Lucas Samaras e William Wegman.

Quase 90 dos lotes oferecidos encontraram compradores, e o total arrecadado superou facilmente a estimativa mais alta anterior à venda.

A Sotheby's disse que o leilão foi seu primeiro baseado numa tecnologia, e não em um artista ou tema.

"Os materiais da Polaroid, nas mãos de inúmeros artistas, redefiniram a estética do século 20", comentou Denise Bethel, diretora do departamento de fotografia da Sotheby's.

Ansel Adams foi conhecido principalmente por suas majestosas fotos de natureza e paisagens norte-americanas, especialmente as do Parque Nacional Yosemite. "Tempestade de Inverno Sumindo, Parque Nacional Yosemite" alcançou o preço máximo do leilão, 722.500 dólares, um recorde para o fotógrafo.   Continuação...