Israel permitirá que delegação europeia visite Gaza--autoridade

quinta-feira, 24 de junho de 2010 18:42 BRT
 

JERUSALÉM (Reuters) - O ministro israelense de Relações Exteriores, Avigdor Lieberman, convidou seu colega italiano, Franco Frattini, para liderar uma delegação de chanceleres europeus a uma visita à Faixa de Gaza, disse uma autoridade de Israel nesta quinta-feira.

Israel se recusa a permitir que diplomatas estrangeiros passem por seus postos de controle e visitem Gaza desde que reforçou seu bloqueio ao território após o grupo militante islâmico Hamas ter assumido seu controle, em 2007.

A autoridade, que falou sob condição de anonimato, disse que Lieberman fez o convite ao chanceler italiano durante uma visita à Itália para que diplomatas europeus constatem que não há nenhuma crise humanitária no território palestino.

A delegação poderá visitar a região daqui a algumas semanas mas não se reunirá com autoridades do Hamas, disse a autoridade israelense.

O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, enfrentando crescente pressão internacional, anunciou no domingo que Israel aliviaria seu embargo para permitir a entrada de todos os produtos, à exceção de armas e materiais que possam ser usados para fins militares, como cimento e aço.

O embargo tem sido criticado como punição coletiva ao 1,5 milhão de palestinos. A medida visa enfraquecer o Hamas, que se recusa a cumprir exigências de países ocidentais de reconhecer Israel e renunciar à violência.

Israel sofreu grande pressão para aliviar sua política após forte condenação internacional no início deste mês pela operação que realizou contra um comboio de ajuda humanitária que tentava furar o bloqueio a Gaza, matando nove ativistas pró-palestinos.

Lieberman pediu que Frattini lidere a delegação, que também visitará cidades israelenses próximas à fronteira com Gaza, alvos frequentes de foguetes disparados por militantes palestinos.

(Por Ari Rabinovitch)