Príncipe Harry diz querer voltar ao Afeganistão

segunda-feira, 28 de junho de 2010 17:45 BRT
 

NOVA YORK (Reuters) - O príncipe Harry, da Grã-Bretanha, disse numa entrevista transmitida na segunda-feira que gostaria de voltar ao Afeganistão, mas não sabe se receberá permissão.

O neto da rainha Elizabeth, de 25 anos, é o terceiro na linhagem sucessória. Ele esteve no Afeganistão em missão militar há dois anos, mas a notícia vazou para a imprensa e ele foi retirado após apenas dez semanas, para preservar a segurança dele e de seus colegas.

"Eu adoraria voltar, realmente," disse ele à TV ABC, dos EUA. "Desde que minha carreira militar permita e politicamente seja permitido, eu serviria ao meu país como qualquer soldado."

"Se pudessemos estar em paz, fantástico, mas se estamos em guerra, então a gente (como soldado) quer estar junto com seus irmãos de armas," acrescentou.

O príncipe passou o fim de semana em Nova York para participar de uma partida beneficente de polo, entre outros eventos.

(Reportagem de Christine Kearney)

 
<p>Pr&iacute;ncipe Harry atira durante visita &agrave; Academia Militar dos EUA em Nova York: o brit&acirc;nico demonstrou vontade de retornar ao Afeganist&atilde;o. REUTERS/Greg E. Mathieson/Pool</p>