2 de Julho de 2010 / às 19:00 / 7 anos atrás

Mel Gibson usa expressões racistas contra ex-namorada

<p>Mel Gibson participa de um evento em Paris, na Fran&ccedil;a, em fevereiro. O diretor e ator premiado com o Oscar, que causou furor na m&iacute;dia quatro anos atr&aacute;s ao dar declara&ccedil;&atilde;o antissemita, voltou ao olho do furac&atilde;o por empregar um aparente ep&iacute;teto racial em uma discuss&atilde;o com sua ex-namorada. 04/02/2010Charles Platiau</p>

Por Bob Tourtellotte

LOS ANGELES (Reuters) - O diretor e ator premiado com o Oscar Mel Gibson, que causou furor na mídia quatro anos atrás ao dar declaração antissemita, voltou ao olho do furacão por empregar um aparente epíteto racial em uma discussão com sua ex-namorada.

O site de notícias sobre celebridades Radaronline.com publicou na quinta-feira trechos de uma fita de áudio em que Gibson diz a Oksana Grigorieva, com quem o diretor de "A Paixão de Cristo" está travando uma disputa em um tribunal, que seu jeito de se vestir a fazia parecer "uma porca no cio."

"Se você for estuprada por um banco de p****s, a culpa será sua", Gibson teria gritado para Grigorieva durante uma discussão que ela gravou, aparentemente usando um termo que constitui um insulto forte aos afroamericanos.

O Radaronline, que publicou o trecho com os asteriscos, afirma ter ouvido a fita.

Um porta-voz de Gibson negou-se a comentar o assunto devido ao litígio pendente entre o ator e sua ex-namorada, e o advogado dele tampouco pôde ser encontrado para dar declarações.

O Radaronline é relativamente novo no setor de notícias sobre celebridades, comparado com rivais como a revista People, o Us Weekely ou mesmo o site rival TMZ.com.

Suas matérias frequentemente vêm de fontes não identificadas que afirmam ter contato próximo com astros e estrelas, mas o site foi um dos primeiros a informar corretamente o nascimento da filha de Grigorieva e Gibson.

Foi informada em abril a separação de Gibson, de 54 anos, da cantora russa Grigorieva, cinco meses após o nascimento da filha deles, Lucia.

O ator e diretor premiado de "Coração Valente" e "Paixão de Cristo" levou o romance deles a público pouco depois de, em abril de 2009, ter pedido o divórcio de sua esposa Robyn, após quase 30 anos de casamento.

No final do mês passado, a separação de Grigorieva tomou um rumo litigioso, com relatos de que ela teria obtido um mandado judicial impedindo Gibson de se aproximar dela e de que teria alegado que ele lhe dera um soco no rosto durante uma discussão em janeiro, quebrando dois de seus dentes.

Gibson moveu uma ação contrária para impedi-la de comentar publicamente o caso e um acordo fechado entre eles anteriormente relativo à guarda da filha deles, os direitos de visitação e a ajuda financeira à menina.

Na semana passada o advogado de Gibson, Stephen Kolodny, disse ao site TMZ.com, que na quinta-feira também noticiou a existência das fitas, que Grigorieva tinha repensado o acordo que assinara.

Católico convicto, Mel Gibson fez manchetes em todo o mundo em 2006 ao ser preso por dirigir embriagado em Malibu. Na ocasião, ele fez um discurso antissemita que chocou Hollywood.

Gibson teria dito ao policial que o prendeu que "os judeus são responsáveis por todas as guerras no mundo."

Mais tarde, ele pediu desculpas por seu comportamento, que descreveu como "desprezível" e buscou ajuda psicológica. Ele foi sentenciado a três anos de liberdade condicional e instruído a participar de um programa de recuperação de alcoólatras. Sua ficha criminal foi anulada em outubro de 2009.

Reportagem adicional de Jill Serjeant

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below