ENTREVISTA-Atriz Jane Lynch fala sobre "Glee"

quinta-feira, 8 de julho de 2010 16:03 BRT
 

Por Jill Serjeant

LOS ANGELES, 8 de julho (Reuters Life!) - Os últimos 12 meses foram dominados por "Glee" para a atriz Jane Lynch, que, depois de duas décadas fazendo papéis secundários no cinema e participações de convidada na televisão, roubou a cena no seriado cômico musical "Glee", casou-se com sua namorada e começou a encher suas prateleiras de troféus.

Lynch, 50 anos, representa a sarcástica e conspiratória treinadora de cheerleaders Sue Sylvester em "Glee" e nesta quinta-feira foi indicada para um Emmy, prêmio máximo da televisão norte-americana, pelo papel. Além disso, vai receber nesta semana um prêmio do festival de cinema Outfest, de Los Angeles, por suas realizações.

Em entrevista recente concedida antes de sua indicação ao Emmy, Lynch falou com a Reuters sobre sua fama nova, o que um Emmy significaria para ela e sobre receber o prêmio Outfest do evento para gays e lésbicas, que começa nesta quinta-feira.

Pergunta: Os organizadores do Outfest dizem que sua carreira diversificada e sua passagem para a TV de grande público espelham o crescimento do próprio Outfest nos últimos 28 anos, nos quais este se tornou o maior festival de cinema homossexual nos EUA. O que esse prêmio significa para você?

Resposta: Frequento o Outfest há anos e conheço pessoas que receberam o prêmio no passado, portanto acho que estou em ótima companhia. Nunca escolho um papel por ser homossexual ou hetero. O importante é ser divertido --é com quem eu posso trabalhar. Uma das ótimas coisas dos curta-metragens que já fiz para o Outfest é o espírito de que dá para fazer qualquer coisa.

P - A previsão é de que você e "Glee" estejam muito bem posicionados na lista de potenciais ganhadores do Emmy. O que um Emmy significaria para você?

R - Seria uma confirmação de meus pares, e seria maravilhoso para o programa.

P - Sua sexualidade já foi levada em conta em seus papéis de atriz?   Continuação...

 
<p>Atriz Jane Lynch durante festa de lan&ccedil;amento da segunda temporada da s&eacute;rie de TV "Glee" em Los Angeles. 12/04/2010 REUTERS/Mario Anzuoni/Arquivo</p>