Advogada de Lindsay Lohan critica pena de prisão e deixa caso

quinta-feira, 8 de julho de 2010 20:53 BRT
 

Por Bob Tourtellotte

LOS ANGELES (Reuters) - A advogada de Lindsay Lohan deixou o caso nesta quinta-feira mesmo depois de ter divulgado seu primeiro comunicado desde que a atriz foi sentenciada à prisão, nesta semana, por violação de sua condicional, descrevendo como "intransigente e injusta" a pena decretada pela juíza.

Uma porta-voz de Shawn Chapman Holley confirmou que a advogada havia deixado o caso de Lohan, mas não deu mais detalhes sobre a decisão, nem indicou quem iria substituí-la.

Mais cedo nesta quinta-feira, Holley disse que ela e Lohan, de 24 anos, acham que a pena de 90 dias de prisão e outros 90 dias de internação em uma clínica é "muito mais dura do que outras pessoas teriam recebido sob circunstâncias semelhantes".

"A realidade é que Lohan, como a maioria dos réus, precisou equilibrar compromissos de trabalho com compromissos impostos pelo tribunal", disse Holley no comunicado.

"Ser punida tão duramente por isso, especialmente considerando que ela tinha cumprido uma parte grande de cada uma das condições de sua condicional, é sinal de intransigência e injustiça."

Holley também falou de fotos feitas de Lohan no tribunal na audiência da terça-feira diante da juíza da Corte Superior Marsha Revel, em que câmeras fotografaram um expletivo pintado sobre as unhas da atriz.

As palavras levaram a mídia a especular que Lohan teria tentado enviar uma mensagem à juíza, aos promotores, à mídia ou a outros.

"O fato é que as palavras mal podiam ser vistas a olho nu. O fato de uma câmera do tribunal, que supostamente estava ali para registrar os procedimentos, ter usado uma lente telescópica para ampliar o que estava pintado nas unhas de Lohan é revelador sobre a questão inteira."   Continuação...

 
<p>Atriz Lindsay Lohan reage &agrave; senten&ccedil;a ao lado de sua advogada, Shawn Chapman Holley, que considerou a pena de pris&atilde;o de 90 dias "injusta". REUTERS/David McNew/Pool</p>