Fotógrafa britânica ganha prêmio de agência da ONU

sexta-feira, 9 de julho de 2010 18:26 BRT
 

GENEBRA (Reuters) - Uma fotojornalista britânica que documentou a situação angustiante de refugiados em fuga de conflitos como os de Kosovo e da Somália na última década ganhou o prêmio anual da agência da ONU para refugiados.

Alixandra Fazzina é a primeira jornalista a receber o Nansen Refugee Award, criado em 1954.

"Ela foi escolhida por sua dedicação incansável em cobrir e retratar as consequências da guerra, normalmente omitidas", disse Melissa Fleming, porta-voz do Alto Comissariado da ONU para Refugiados (Acnur), durante entrevista à imprensa.

As tocantes e originais fotorreportagens de Fazzina revelam tragédias humanas que costumam ser desprezadas pela grande imprensa, assinalou um comunicado da entidade, cuja sede é em Genebra.

O texto citou a cobertura que ela fez das vítimas de minas terrestres em Kosovo, civis encurralados atrás de linhas inimigas em Angola, o uso do estupro como arma de guerra em Serra Leoa, crianças vítimas de abusos de milícias no Congo e em Uganda e refugiados no Afeganistão e Paquistão.

Fridtjof Nansen, da Noruega, foi o primeiro alto comissário da ONU para refugiados. O prêmio prevê o pagamento de 100 mil dólares que o vencedor pode doar a uma causa de sua escolha. A cerimônia de premiação será em 5 de outubro, em Genebra.

(Reportagem de Stephanie Nebehay)