"A Origem" tem estréia dos sonhos na América do Norte

domingo, 18 de julho de 2010 14:25 BRT
 

LOS ANGELES (Reuters) - E daí que "A Origem" é incompreensível?

O caro longa de ficção científica estreou em primeiro lugar nas bilheterias da América do Norte neste domingo, com 60,4 milhões de dólares, de acordo com estimativas da distribuidora Warner Bros. Pictures.

O filme, estrelado por Leonardo DiCaprio na pele de um bandido que rouba segredos do mais profundo subconsciente de suas vítimas, foi dirigido por Christopher Nolan, responsável pelos últimos dois filmes da franquia "Batman".

A Warner Bros., uma unidade da Time Warner Inc, é parceira no projeto de 160 milhões de dólares com a produtora Legendary Pictures, e eles investiram mais de 100 milhões de dólares em marketing. As previsões eram de uma estréia de 50 milhões a 60 milhões de dólares.

Os críticos elogiaram o filme, embora muitos talvez não tenham entendido exatamente do que se trata, e recomendaram que pode ser necessário assistir inúmeras vezes.

Em uma análise cáustica, o Wall Street Journal sugeriu que "A Origem" é "impenetrável à crítica, simplesmente porque nem um analista de sistemas da NASA será capaz de articular o enredo".

A outra grande estréia do fim de semana fracassou em empolgar com magia: "O Aprendiz de Feiticeiro" ficou em terceiro lugar com apenas 17,4 milhões de dólares. Depois de obter dois dias de vantagem estreando na quarta-feira, o longa da Disney lucrou 24,5 milhões de dólares até o momento. As previsões eram de 30 milhões de dólares para os primeiros cinco dias.

O campeão do último fim de semana, a animação "Meu Malvado Favorito" escorregou para a segunda colocação, mas os dados de venda não estavam imediatamente disponíveis com a distribuidora Universal Pictures.

(Reportagem de Dean Goodman)

 
<p>Leonardo DiCaprio posa para foto em lan&ccedil;amento do longa "A Origem" em Hollywood, Calif&oacute;rnia, 13 de julho. "A Origem" tem estr&eacute;ia dos sonhos na Am&eacute;rica do Norte. REUTERS/Mario Anzuoni</p>