ESTREIA-Com Alice Braga no elenco, "Predadores" retoma saga

quinta-feira, 22 de julho de 2010 17:14 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - Depois de Arnold Schwarzenegger (em "O Predador", de 1987) e Danny Glover ("O Predador 2", 1990), chegou a vez de Adrien Brody ("O Pianista") e a brasileira Alice Braga ("Eu Sou a Lenda") enfrentarem os cultuados caçadores alienígenas no novo "Predadores", que estreia em circuito nacional na sexta-feira.

No entanto, diferentemente de seus predecessores, os novos personagens não duelam com seus inimigos na Terra. Já na primeira cena, Royce (Brody), Isabelle (Braga) e um grupo de azarados acordam em plena queda livre num planeta desconhecido, onde servirão de prêmio em um safári macabro.

Ao que se percebe no desenrolar da história, não se trata de pessoas escolhidas ao acaso. No time dos humanos, cada um possui uma expertise em combate, o que deixa claro que foram sequestrados para tornar o jogo mais atrativo. E, apesar das armas postas pelo caminho, a completa ignorância sobre o que está acontecendo deixa-os em franca desvantagem.

Com esta trama, o diretor norte-americano Nimród Antal (de "Temos Vagas") cria um cenário aterrador para seus personagens. Quem lembra das histórias anteriores desta raça, incluindo aí a franquia "Aliens vs Predador" (2004 e 2007), sabe que, mais do que um esporte, a caça é a razão de vida para esses extraterrestres.

No entanto, embora a ideia inicial seja empolgante, a produção tem duas desvantagens evidentes: os predadores não surpreendem (com exceção de alguns mascotes assassinos) e falta dramaticidade ao roteiro, com diálogos rasos e combates apequenados pela falta de originalidade. Isto é, mais do mesmo, apesar das duas décadas que separam o casal Brody e Braga de Schwarzenegger.

A fragilidade do texto interfere na dinâmica dos atores, que se esforçam para dar alguma contribuição aos seus personagens. Some-se a isso a falta de carisma de Brody para viver um heroi de aventura, aqui de ficção científica, e Alice Braga que fica, no fim, relegada a um segundo plano.

O filme conta ainda com uma participação especial do ator Laurence Fishburne (da trilogia "Matrix"), como o sobrevivente de outras temporadas de caça alienígena. Mas, como o resto do elenco, e a própria produção, ele também não consegue superar a fraqueza do roteiro.

A partir da possibilidade de projeção internacional, entende-se porque a atriz Alice Braga tenha se envolvido em um blockbusters como "Predadores". Resta saber se Hollywood, cruel como é com atores latinos, permitirá que ela consiga ser mais protagonista e menos coadjuvante em suas próximas produções.

Fora de suas raízes, exemplos como Salma Hayek, Penélope Cruz e mesmo Sonia Braga, sua tia, fizeram muito pouco em filmes norte-americanos fora da caracterização de latinas.

(Por Rodrigo Zavala, do Cineweb)

* As opiniões expressas são responsabilidade do Cineweb