Comédia romântica "Mike & Molly" leva gordos à TV americana

quarta-feira, 28 de julho de 2010 19:18 BRT
 

LOS ANGELES (Reuters) - Os gordos estão chegando a Hollywood, e o ator Billy Gardell não poderia estar mais satisfeito com isso.

Depois de anos trabalhando como humorista e ator figurante, Gardell agora é o protagonista da nova comédia romântica "Mike and Molly", que a rede CBS começará a transmitir em setembro e que trata de duas pessoas que se conhecem em um grupo de auto-ajuda da organização Comedores Compulsivos.

A iniciativa de inserir personagens mais encorpados na televisão faz parte de uma tendência que, de acordo com produtores, reflete o aumento da incidência de obesidade entre os americanos. Gardell não tem problema em descrever-se como gordo e, na quarta-feira, brincou, dizendo que quebrara uma cadeira ao sentar-se nela nesse dia.

"Se você é gordo em Hollywood, pode representar o vilão da história, um policial ou um vizinho", disse o ator de 40 anos. "Sinto-me grato por estar, com esta idade e este peso, em Hollywood, trabalhando com esta equipe. Não vejo a hora de ir trabalhar todos os dias."

"Somos gordos. O seriado é engraçado", ele acrescentou. "As outras pessoas na televisão todas pesam uns 37 quilos. Já este é um seriado do qual os espectadores poderão dizer 'eu sou assim', em vez de 'nunca vou ter essa aparência'".

"Mike and Molly" chega após o novo drama "Huge", da rede a cabo ABC Family, sobre um grupo de adolescentes enviados a um acampamento para obesos. Os dois seriados representam uma novidade num setor que, mais recentemente, mostrou obesos principalmente em programas de TV-realidade sobre perda de peso, como "The Biggest Loser" e "Dance Your Ass Off".

O programa da CBS também tem Melissa McCarthy, 39 anos, conhecida principalmente pelo papel da Sookie St. James no seriado de TV "Gilmore Girls". Em "Mike and Molly" ela é Molly, professora que usa roupas tamanho GG e namora o policial também GG Mike (Gardell).

Os criadores do seriado disseram que "Mike and Molly" não trata dos problemas das pessoas com excesso de peso, nem procura ser ousado ou politicamente correto.

"É sobre pessoas de verdade, com problemas reais, que procuram ter um relacionamento", disse o produtor executivo Chuck Lorre.   Continuação...