Assediador é proibido de se aproximar de Jennifer Aniston

segunda-feira, 9 de agosto de 2010 18:55 BRT
 

LOS ANGELES (Reuters) - A Justiça da Califórnia emitiu na segunda-feira uma ordem proibindo que Jason Peyton se aproxime da casa da atriz Jennifer Aniston ou de qualquer lugar em que ela esteja trabalhando durante três anos.

O rapaz, de 24 anos, é acusado de assediar a atriz e de ficar à espreita dela com um objeto pontiagudo, uma sacola, fita crepe e bilhetes para ela.

Advogados de Aniston disseram que Peyton já foi "diagnosticado com esquizofrenia paranoide alucinatória (e) representa uma ameaça crível de violência e um perigo iminente" à atriz, famosa pela série "Friends."

Peyton teria recentemente dirigido da Pensilvânia a Los Angeles com a frase "Eu te amo, Jennifer Aniston," pintada na lataria do seu carro, e então a teria esperado "num aparente plano de rapto," segundo os advogados.

A mesma medida já havia sido emitida de forma provisória contra ele em julho.

Na semana passada, a Justiça da Califórnia emitiu medidas semelhantes contra uma mulher acusada de tentar dar uma garrafada em Leonardo DiCaprio, e contra um homem acusado de passar uma década perseguindo Sandra Bullock.

(Reportagem de Carolina Madrid)

 
<p>Jennifer Aniston em estreia do filme "Ca&ccedil;ador de Recompensas" em Madri. A Justi&ccedil;a da Calif&oacute;rnia emitiu na segunda-feira uma ordem proibindo que Jason Peyton se aproxime da casa da atriz durante tr&ecirc;s anos. 30/03/2010 REUTERS/Juan Medina</p>