Serra Leoa lamenta atenção voltada ao depoimento de Naomi

quarta-feira, 11 de agosto de 2010 12:49 BRT
 

FREETOWN (Reuters) - Cidadãos de Serra Leoa lamentaram nesta quarta-feira a atenção que vem sendo voltada ao passado sangrento de seu país devido ao depoimento da modelo Naomi Campbell em um julgamento por crimes de guerra, na semana passada.

Os promotores convocaram Naomi para depor no julgamento do ex-presidente da Libéria Charles Taylor por crimes de guerra relacionados a conflitos na Libéria e em Serra Leoa.

Eles disseram que a modelo poderia ajudar a esclarecer se Taylor recebeu chamados "diamantes de sangue" de rebeldes de Serra Leoa, que ele teria usado para comprar armas. Taylor nega todas as acusações.

Alguns leoneses dizem estar fartos de ver seu país ser associado a Charles Taylor e "diamantes de sangue."

"O mundo deveria parar de falar de Charles Taylor", disse o lavrador Abu Sesay. "O caso de Naomi Campbell não significa nada para mim e para minha família."

Naomi Campbell disse ao Tribunal Especial para Serra Leoa, apoiado pela ONU, que recebeu "pedrinhas de aparência suja" após um jantar beneficente na África do Sul em 1997, mas que não sabia se eram diamantes dados por Taylor.

Reproduzido com destaque nas páginas de jornais britânicos, o depoimento da modelo foi desde então contradito pela atriz Mia Farrow, que também esteve presente ao jantar oferecido pelo então presidente sul-africano Nelson Mandela.

Um telão de TV foi montado em praça pública da capital da ex-colônia britânica na África ocidental para que os moradores possam acompanhar os procedimentos no tribunal, mas não tem atraído muitos espectadores.

"A questão de Charles Taylor não tem mais importância para nós, leoneses, de modo que a presença de Naomi Campbell no tribunal não é importante", disse Ibrahim Jalloh, economista e palestrante em Freetown.   Continuação...

 
<p>Foto de v&iacute;deo da modelo Naomi Campbell prestando depoimento em tribunal especial para Serra Leoa. Cidad&atilde;os de Serra Leoa lamentaram nesta quarta-feira a aten&ccedil;&atilde;o que vem sendo voltada ao passado sangrento de seu pa&iacute;s devido ao depoimento da modelo. 05/08/2010 REUTERS/Tribunal Especial para Serra Leoa</p>