Paris faz planos para se tornar a "Cidade das Bicicletas"

quinta-feira, 12 de agosto de 2010 13:35 BRT
 

Por Elizabeth Pineau

PARIS, 12 de agosto (Reuters Life!)- Três anos depois de lançar um programa de aluguel de bicicletas amplamente copiado por outras cidades, Paris está intensificando seus esforços para converter-se em capital aberta aos ciclistas, comparável a paraísos das bicicletas como Amsterdã e Berlim.

Centenas de quilômetros de novas ciclovias estão sendo criados na Cidade das Luzes, ciclistas estão conquistando novos direitos nas ruas e o serviço de aluguel de bicicletas públicas, lançado em 2007 pelo prefeito socialista Bernard Delanoe, está sendo ampliado para incentivar mais parisienses a deixar os carros em casa e pedalar.

A meta é dobrar em uma década o número de bicicletas que circulam nos bulevares da capital.

Com a exceção da Tour de France, encerrada todos os anos com uma descida simbólica pela avenida Champs Elysées, as bicicletas no passado eram pouco vistas nas ruas de Paris.

Os ciclistas tinham poucos direitos e pedalar nas ruas da capital era uma aventura de alto risco.

A situação começou a mudar no final de 1995, quando uma greve dos transportes públicos paralisou Paris, obrigando muitos habitantes a recorrer a suas bikes.

Seis anos depois, Delanoe chegou à prefeitura e lançou uma campanha para reduzir o trânsito e a poluição na zona central da cidade. Ele criou algumas das primeiras ciclovias e fechou ruas aos carros nos fins de semana, dentro da campanha "Paris Respira".

Mas a mudança maior se deu três anos atrás, com o lançamento do sistema de self-service Velib', com o qual parisienses e turistas podem alugar uma bicicleta estacionada em uma das centenas de estações próprias espalhadas pela cidade e deixá-la em outra estação em qualquer outro lugar de Paris.   Continuação...

 
<p>Ciclistas parienses passam pela Torre Eiffel em foto de arquivo de 9 de novembro de 2007. Tr&ecirc;s anos depois de lan&ccedil;ar um programa de aluguel de bicicletas amplamente copiado por outras cidades, Paris est&aacute; intensificando seus esfor&ccedil;os para converter-se em capital aberta aos ciclistas, compar&aacute;vel a para&iacute;sos das bicicletas como Amsterd&atilde; e Berlim. REUTERS/Mal Langsdon</p>