Aeroporto de Montevidéu pode ganhar o nome do Mario Benedetti

quinta-feira, 19 de agosto de 2010 13:16 BRT
 

MONTEVIDÉU (Reuters) - O principal aeroporto internacional do Uruguai poderá receber o nome do escritor Mario Benedetti, um dos autores mais prestigiados da América Latina, segundo um projeto de lei apresentado por deputados governistas.

Após uma carreira literária de seis décadas, que incluiu a conquista do prêmio Rainha Sofía de Poesia, em 1999, Benedetti faleceu aos 88 anos, em 2009.

O projeto, apresentado pela deputada Daniela Payssé, da coalizão de partidos de esquerda Frente Ampla, se inspirou na campanha de um grupo na rede social Facebook que conta com mais de 13.600 seguidores.

O escritor era simpatizante da esquerda e teve de exilar-se durante a ditadura militar que governou o Uruguai entre 1973 e 1985, época em que opositores do regime eram perseguidos, presos e assassinados.

"(Benedetti) foi uma espécie de embaixador do Uruguai no mundo, difusor de nossa literatura. Escreveu sobre o amor, o exílio, a pátria, a dor e a solidariedade", disse Payssé à Reuters.

"A ideia é homenagear Mario e pôr o país no mundo por meio de um de seus grandes", acrescentou a deputada. A esquerda tem maioria nas duas Casas do Congresso.

Benedetti dedicou vários poemas a vítimas da repressão militar. Ficou famoso em 1956, com a publicação de "Poemas do Escritório", uma obra sobre rotina de trabalho.

Além de ter sido um poeta prestigiado, fez sucesso com o livro "A Trégua", traduzido para 19 idiomas e adaptado para o cinema e teatro.

O Uruguai inaugurou no final do ano passado um novo terminal aéreo, com modernas instalações, ao custo de cerca de 160 milhões de dólares.

(Reportagem de Conrado Hornos)