Wyclef Jean vai recorrer de rejeição a sua candidatura no Haiti

segunda-feira, 23 de agosto de 2010 11:38 BRT
 

PORTO PRÍNCIPE (Reuters) - O músico Wyclef Jean pretende recorrer contra a rejeição de sua candidatura na eleição presidencial de novembro no Haiti, disse sua porta-voz.

O Conselho Eleitoral Provisório do Haiti (CEP) anunciou na noite de sexta-feira que o cantor e compositor não satisfaz o requisito de que os candidatos presidenciais tenham residido no Haiti pelos cinco anos consecutivos anteriores à sua candidatura.

Jean disse a sua porta-voz, Marian Salzman, que vai recorrer contra a decisão, disse Salzman.

O músico postou uma mensagem domingo no Twitter dizendo: "Amanhã (segunda-feira) nossos advogados vão recorrer contra a decisão do CEP. Nós atendemos todos os requisitos previstos em lei. E a lei precisa ser respeitada."

Wyclef Jean deixou o Haiti aos 9 anos de idade, com sua família, para fixar-se em Nova York, e lançou sua carreira musical nos Estados Unidos. Ele tinha apresentado evidências que, segundo seu advogado, demonstraram sua "presença constante" no Haiti, que se esforça para recuperar-se de um terremoto devastador em janeiro.

Uma fonte próxima a Jean disse que ele vai argumentar que o conselho não seguiu os procedimentos legais corretos no anúncio que fez de sua decisão.

Jean estava entre 34 pré-candidatos que disputavam uma vaga na eleição que vai selecionar o sucessor do presidente René Preval, que, depois de dois mandatos, não pode se recandidatar. O conselho aprovou 19 pré-candidatos e rejeitou 15.

(Reportagem de Joseph Guyler Delva e Jane Sutton)

 
<p>Wyclef Jean, em coletiva de imprensa antes do festival de m&uacute;sica Antilliaanse Feesten, na B&eacute;lgica. O m&uacute;sico pretende recorrer contra a rejei&ccedil;&atilde;o de sua candidatura na elei&ccedil;&atilde;o presidencial de novembro no Haiti. 13/08/2010 REUTERS/Sebastien Pirlet/Arquivo</p>