Audiência judicial de médico de Michael Jackson será em janeiro

segunda-feira, 23 de agosto de 2010 18:07 BRT
 

LOS ANGELES (Reuters) - Um juiz de Los Angeles marcou para 4 de janeiro a audiência preliminar no processo em que o médico Conrad Murray é acusado pelo homicídio de Michael Jackson.

Murray admitiu ter administrado ao cantor o poderoso anestésico propofol, que a perícia apontou como um dos componentes da overdose que o matou, em junho de 2009.

Murray se declara inocente do crime de homicídio culposo, e a audiência servirá para que o juiz decida se ele deve ser levado a julgamento.

Em junho passado, o juiz do caso causou polêmica ao decidir que não tinha licença para cassar o registro profissional do médico na Califórnia.

(Reportagem de Jill Serjeant)