Lohan aguarda decisão sobre liberação antecipada da reabilitação

terça-feira, 24 de agosto de 2010 16:38 BRT
 

LOS ANGELES (Reuters) - A atriz Lindsay Lohan deve ficar sabendo na quarta-feira se será liberada do programa de reabilitação ordenado por um tribunal, até dois meses antes do previsto.

Autoridades judiciárias disseram que um juiz de Beverly Hills vai divulgar uma ordem sobre o caso de Lohan na quarta-feira.

A audiência judicial acontecerá após relatos na mídia segundo os quais os médicos que estão tratando a atriz de "Sexta-Feira Muito Louca" em uma unidade hospitalar de Los Angeles pensam que ela não sofre dos problemas psiquiátricos ou com drogas que foram diagnosticados anteriormente.

Lohan, de 24 anos, foi libertada da cadeia em 2 de agosto depois de cumprir 13 dias de uma sentença de 90 dias de reclusão por violar sua condicional, relativa a uma acusação de 2007 de dirigir embriagada e em posse de cocaína.

Imediatamente após sair da prisão, ela foi internada em uma clínica especializada de Los Angeles para cumprir o programa de reabilitação de 90 dias ordenado pela corte como parte de sua sentença.

Mas o promotor que cuida de seu caso declarou duas semanas atrás que profissionais de saúde provavelmente recomendariam sua saída antecipada da clínica, com a recomendação de que continuasse o tratamento em esquema ambulatorial.

O site de notícias sobre celebridades TMZ.com divulgou que os médicos acreditam que Lohan tenha sido incorretamente diagnosticada como tendo transtorno de déficit de atenção com hiperatividade, para o qual ela vem tomando remédios há vários anos.

A TMZ disse que, mais recentemente, Lohan também recebeu um diagnóstico incorreto de transtorno bipolar.

Em 2007, a atriz admitiu que era dependente de álcool e drogas, tendo se internado três vezes para reabilitação.   Continuação...