Ex-mulher de Tiger Woods diz que passou por um "inferno"

quarta-feira, 25 de agosto de 2010 13:16 BRT
 

NOVA YORK (Reuters Life!) - A agora ex-mulher de Tiger Woods, Elin Nordegren, rompeu o silêncio que conservou enquanto passava pela provação de enfrentar o tórrido escândalo sexual que desabou sobre sua vida conjugal, dizendo que passou por um "inferno".

A ex-modelo sueca falou à revista People depois de ela e Woods terem divulgado um comunicado confirmando seu divórcio, que se deu dois dias atrás e que era previsto havia meses, após as confissões públicas de infidelidade do jogador de golfe.

"Passei pelo inferno", disse ela à revista. "É difícil pensar que você tem essa vida e então, de repente, será que era tudo mentira? Você luta, porque não era real."

Nordegren, de 30 anos e estudante de psicologia, disse que nunca suspeitou dos casos extraconjugais que Woods, considerado o atleta mais rico do mundo, admitiu publicamente em fevereiro e pelos quais pediu desculpas publicamente.

"Estou tão sem graça, porque nunca desconfiei de nada. Nos últimos três anos e meio, enquanto tudo isso estava acontecendo, passei muito mais tempo em casa, com as gestações, depois as crianças e minha faculdade", disse ela.

Tiger Woods, vencedor de 14 campeonatos importantes, retornou ao esporte em abril, depois de perder até 35 milhões de dólares em patrocínios quando sua vida particular começou a desabar em função de alegações, que vieram à tona em novembro e dezembro, sobre casos que teria tido com várias mulheres.

As revelações vieram à tona após um acidente de carro ocorrido no meio da noite na residência de luxo do casal na Flórida, quando Woods bateu seu carro contra uma árvore e um extintor de incêndios. Nordegren disse à polícia que quebrou a janela traseira do carro com um taco de golfe para que ele pudesse sair do veículo.

(Reportagem de Christine Kearney)

 
<p>Tiger Woods e sua esposa Elin Nordegren durante jogo do NBA Finals em Orlando, Fl&oacute;rida, em 2009. A agora ex-mulher de Tiger Woods, Elin Nordegren, rompeu o sil&ecirc;ncio sobre sua vida conjugal, dizendo que passou por um "inferno". 11/06/2009 REUTERS/Hans Deryk/Arquivo</p>