Em música, Wyclef acusa presidente do Haiti de barrá-lo

quinta-feira, 26 de agosto de 2010 19:56 BRT
 

Por Joseph Guyler Delva

PORTO PRÍNCIPE (Reuters) - O cantor haitiano Wyclef Jean lançou na quinta-feira uma música em que acusa o presidente René Préval de tramar a rejeição da sua candidatura para sucedê-lo neste ano.

Jean, haitiano radicado desde os 9 anos nos EUA, teve sua candidatura a presidente barrada na semana passada, sob a alegação de que não havia comprovado cinco anos de residência no Haiti atualmente.

As rádios locais começaram a tocar uma música dele em idioma crioulo, na qual Jean pede a prisão dos funcionários eleitorais que cancelaram sua candidatura, e pela primeira vez acusa Préval de barrar suas aspirações políticas. A música se chama "Prizon Pou K.E.P.a" ("Prisão para o CEP", sigla de Conselho Eleitoral Provisório).

"Fui expelido da corrida", canta ele em voz sombria. "Sei que todas as cartas estão nas suas mãos... votei em você para ser presidente em 2006, por que hoje você rejeita a minha candidatura?"

"Não é o Wyclef que você expulsou, é a juventude que você negou... é a população que você negou, os camponeses que você negou", prossegue a letra, divulgada por ele também no Twitter (twitter.com/wyclef).

Assessores disseram que Préval soube da música, mas não irá se manifestar.

(Reportagem adicional de Jill Serjeant em Los Angeles)

 
<p>Cantor haitiano Wyclef Jean lan&ccedil;ou m&uacute;sica na qual acusa o presidente do pa&iacute;s de barrar sua candidatura. REUTERS/Mike Segar</p>