30 de Agosto de 2010 / às 11:50 / em 7 anos

HBO e sua "Temple Grandin" dominam prêmio Emmy

<p>Temple Grandin (esq) abra&ccedil;a a produtora Emily Gerson depois que "Temple Grandin" recebeu o pr&ecirc;mio nos Emmys em Los Angeles. 29/08/2010 REUTERS/Lucy Nicholson/Arquivo</p>

LOS ANGELES (Reuters) - A HBO voltou a conquistar a maioria dos prêmios Emmy para a televisão, entregues no domingo, e seu filme “Temple Grandin” roubou a cena da milionária série “The Pacific”.

“Temple Grandin” é a história real de uma mulher autista que revoluciona abatedouros -- algo definitivamente de pouco apelo comercial. O filme teve 15 indicações, das quais sete se transformaram em premiações, sendo três para atores.

“The Pacific”, que havia recebido 24 indicações, fechou a noite com oito Emmys, principalmente em categorias técnicas. Os outros programas mais indicados foram “Glee” (19 categorias) e “Mad Men” (17).

A HBO, subsidiária da Time Warner, arrebanhou no total 101 indicações e 25 Emmys. No ano passado, a emissora conseguiu 21 prêmios entre 99 indicações.

Entre as grandes redes, a ABC veio em segundo lugar, com 18 prêmios, sendo seis para a comédia “Modern Family”. Em seguida vieram Fox (11 prêmios), CBS (10) e NBC (8).

Embora a ABC, que pertence à Disney, possa se gabar de ter “Modern Family”, a série foi produzida pelo estúdio da rival Fox, que pertence à News Corp.

O canal a cabo Showtime, que também pertence à CBS, levou sete prêmios.

Três programas receberam quatro prêmios cada: “Mad Men”, do canal a cabo AMC, ganhador do prêmio de melhor drama; “Glee” (Fox), mistura de drama e comédia sobre estudantes; e “Disney Prep & Landing”, um desenho da Disney.

As grandes redes cederam os formatos de telefilmes e minisséries para canais e produtoras “de nichos de mercado”, em busca de projetos de prestígio.

Daí vem “The Pacific”, que mostra combates nas Filipinas e em outros cenários de guerra no Pacífico. A sangrenta saga faz dobradinha com “Band of Brothers”, que se passava na Europa e levou seis Emmys em 2002. Ambos tiveram Tom Hanks e Steven Spielberg como produtores executivos.

“Não há modelo econômico que diga que você vai fazer uma minissérie de dez capítulos e ganhar dinheiro, mas mesmo assim eles (a HBO) tiveram fé suficiente para fazer isso”, disse Hanks ao receber o prêmio de melhor minissérie no domingo.

Reportagem de Dean Goodman

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below