ESTREIA-Sequência de "Como Cães e Gatos" faz piada de James Bond

quinta-feira, 2 de setembro de 2010 07:55 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - Apropriando-se de forma divertida dos clichês dos filmes de espionagem e da tradicional rivalidade entre cães e gatos, a aventura "Como Cães e Gatos - A Vingança de Kitty Galore" valoriza o gênero infantil, tirando o filme do novato Brad Peyton um pouco da rotina das produções voltadas a esse público. A produção estreia em cópias dubladas e legendadas.

Os personagens são os mesmos criados pela dupla Glen Ficarra e John Requa para o primeiro filme, "Cães e Gatos" (2001). Mas aqui o roteiro de Ron J. Friedman e Steve Bencich ganha mais liberdade para desenvolver as incríveis e performáticas missões dos cães Butch (voz de Nick Nolte na versão legendada) e Diggs (James Marsten), tendo que unir forças contra a vontade com a gata Catherine (Christina Applegate).

Tudo começa com o grande azar de Diggs, um pastor alemão atrapalhado e parceiro de um policial, Shane (Chris O'Donnell, um dos poucos papeis humanos). O cão é um tanto estabanado em suas iniciativas e provoca uma explosão. Como punição, é privado do distintivo e devolvido ao canil, apesar dos protestos de Shane.

Para sua sorte, Diggs vem sendo observado por uma espécie de serviço secreto canino e designado como novo parceiro do veterano Butch. Os dois têm pela frente um perigoso desafio - deter a gata Kitty Galore (voz de Bette Midler), que vai desencadear via satélite um mecanismo para atormentar todos os cães do planeta pela audição, tornando-os agressivos. Com isto, Galore espera que os cachorros sejam definitivamente banidos do convívio humano.

Mesmo dotados de muitos recursos - com uma coleira das mil e uma utilidades, que lembra muito as engenhocas do agente James Bond -, os dois cães não podem dispensar a ajuda da gata Catherine. Trata-se de uma agente do MIAUS, o serviço secreto felino, que também visa chegar a Galore, uma ex-integrante de suas forças.

O trio animal ganha o reforço duvidoso do pombo Seamus (Katt Williams), uma ave um tanto estúpida e tagarela que faz o papel desempenhado pelo burrinho na franquia "Shrek" - ou seja, é o pateta e o alívio cômico.

Para os adultos, algumas diversões extras são as referências à série de filmes do agente 007 - como o nome do chefe do serviço secreto felino, Tab Lazenby, inspirado no ator australiano George Lazenby, que interpretou James Bond num único filme, "A serviço de Sua Majestade" (1969). Completando a homenagem, quem dubla o personagem na versão legendada é outro intérprete de Bond, o ator inglês Roger Moore.

As referências cinematográficas são igualmente espertas e muitas vezes nada infantis - caso do personagem Mr. Tinkles, um gato prisioneiro de Alcatraz e idealizado à imagem e semelhança de Hannibal Lecter, o assassino canibal vivido por Anthony Hopkins em "O Silêncio dos Inocentes" (91).

As crianças, certamente, prestarão mais atenção à animação e aos efeitos especiais que garantem as expressões, gestos e a fala dos personagens animais com grande fidelidade e direito a muitas ousadias que seriam impossíveis com o uso de bichos de verdade - como seus voos e lutas.

(Por Neusa Barbosa, do Cineweb)

* As opiniões expressas são responsabilidade do Cineweb

 
<p>James Marsden participa de lan&ccedil;amento do filme "Como C&atilde;es e Gatos" em Los Angeles. O filme estreia nesse final de semana em circuito nacional. 25/07/2010 REUTERS/Phil McCarten/Arquivo</p>