Lindsay Lohan é reprovada em teste de drogas, diz mídia

sexta-feira, 17 de setembro de 2010 20:47 BRT
 

LOS ANGELES (Reuters) - A atriz Lindsay Lohan teria sido reprovada em um teste de drogas imposto como condição para ter saído de forma antecipada no mês passado de um programa de reabilitação em Los Angeles.

O site de celebridades TMZ.com disse nesta sexta-feira que a atriz teve detectado uso de cocaína em um teste realizado na semana passada por ordem de um tribunal. Segundo os termos da condicional estabelecida em agosto, Lohan pode voltar a ser presa por 30 dias se a reportagem for comprovada.

O advogado de Lohan, Ed McPherson, disse à Reuters que não tinha nenhuma confirmação sobre a reportagem.

O site da revista Us Weekly publicou declarações de Lohan nesta sexta-feira afirmando: "Estou bem. Eles são todos loucos."

A carreira da atriz entrou em crise a partir de 2007, quando ela se envolveu em seguidos problemas com álcool e drogas. Lohan assumiu à época ser viciado em bebidas e drogas, e foi internada três vezes em clínicas de reabilitação.

Em agosto deste ano, a atriz passou duas semanas presas por ter quebrado os termos da condicional de 2007 e, depois, ficou mais 22 dias em um programa residencial de reabilitação, que teria duração total de três meses. Ao ser liberada, ela foi ordenada a se submeter a testes-surpresa de drogas duas vezes por semana.

O TMZ.com citou nesta sexta-feira uma fonte não identificada ligada a Lohan dizendo: "Pessoas com problemas de vício não ficam boas magicamente, e ela tem feito um grande esforço para melhorar."

Lohan tem ficado afastado da mídia desde que deixou o programa de reabilitação, mas a Us Weekly disse que ela esteve em uma festa durante toda a madrugada em uma casa noturna de Nova York no último fim de semana.

(Reportagem de Jill Serjeant)

 
<p>Lindsay Lohan &eacute; vista durante audi&ecirc;ncia no tribunal municipal de Beverly Hills, na Calif&oacute;rnia, em 20 de julho. A atriz teria sido reprovada em um teste de drogas imposto como condi&ccedil;&atilde;o para ter sa&iacute;do de forma antecipada no m&ecirc;s passado de um programa de reabilita&ccedil;&atilde;o em Los Angeles. 20/07/2010 REUTERS/Al Seib/Pool</p>