Mundo da moda se despede de Alexander McQueen

segunda-feira, 20 de setembro de 2010 12:48 BRT
 

Por Paul Casciato e Cindy Martin

LONDRES (Reuters) - A supermodelo Kate Moss e a atriz Sarah Jessica Parker estiveram entre as figuras da elite do mundo da moda que participaram de uma cerimônia religiosa na Catedral St. Paul, nesta segunda-feira, em memória do estilista britânico Alexander McQueen.

McQueen cometeu suicídio em fevereiro, aos 40 anos de idade, pouco após a morte de sua mãe. Ele tomou um coquetel de cocaína, tranquilizantes e soníferos antes de enforcar-se em seu apartamento em Londres, concluiu um inquérito policial.

"Eu o amava", disse à Reuters Kate Moss diante da catedral onde os britânicos já choraram a morte de figuras nacionais como Horatio Nelson e Winston Churchill, além de celebrar o fim de duas guerras mundiais."

McQueen foi um dos estilistas mais provocantes e reverenciados do mundo. Os desfiles de suas coleções "Highland Rape" e "Dante" foram considerados clássicos.

A editora-chefe da Vogue americana, Ann Wintour, fez um discurso em tributo a McQueen, falando da personalidade volátil e do talento genial de um garoto vindo da zona leste pobre de Londres que chegou aos níveis mais altos de estrelato no mundo da moda.

Usando asas gigantes de anjo e um elmo dourado, a cantora islandesa Bjork apresentou uma canção melancólica chamada "Gloomy Sunday", que fala na primeira pessoa sobre a decisão de "pôr fim a tudo."

Em seguida, tocadores de gaita de fole trajando saias xadrez escocesas tocaram diante da catedral, enquanto os convidados, amigos, celebridades e familiares de Alexander saíram da igreja.

"Acho que Alexander teria adorado cada minuto (da cerimônia)," comentou Hilary Alexander, diretora de moda da revista Telegraph, ao deixar o memorial.   Continuação...

 
<p>Atriz norte-americana Sarah Jessica Parker deixa cerim&ocirc;nia em mem&oacute;ria ao estilista brit&acirc;nico Alexander McQueen em Londres. REUTERS/Paul Hackett</p>