Wyclef Jean desiste de candidatura presidencial no Haiti

terça-feira, 21 de setembro de 2010 19:22 BRT
 

PORTO PRÍNCIPE (Reuters) - O cantor de hip-hop Wyclef Jean anunciou na terça-feira que desistiu de disputar a eleição presidencial de novembro no Haiti, um mês depois de ter sua candidatura formalmente rejeitada pelas autoridades.

"Após semanas de reflexão tranquila, mas compenetrada, com minha esposa e filha, escolhi encerrar minha candidatura à presidência do Haiti", disse o músico em nota.

"Esta não foi uma decisão fácil de alcançar; mas é algo que foi feito com ponderação."

Jean nasceu no Haiti, mas se radicou nos Estados Unidos aos nove anos. A candidatura dele foi barrada porque a lei exige cinco anos de residência ininterrupta no país no momento da candidatura.

O músico disse que vai agora voltar a se dedicar ao trabalho artístico, e que pretende lançar no ano que vem um álbum chamado "If I were President, the Haitian Experience" ("Se eu fosse presidente, a experiência haitiana").

Dias depois de ter a candidatura barrada, Jean lançou nas rádios haitianas uma canção em que acusava o presidente René Préval de tramar o veto à sua candidatura.

Jean é muito popular entre os jovens haitianos, mas sofreu críticas por se candidatar sem ter experiência política, num país que ainda luta para se recuperar depois do devastador terremoto que matou até 300 mil pessoas em janeiro.

"Embora minha candidatura à presidência tenha sido curta, sinto que ela não foi em vão", disse o artista, que inicialmente havia dito que recorreria do veto à candidatura. As autoridades disseram que a decisão contra ele era definitiva.

(Reportagem de Kevin Gray)