Ex-namorada de Mel Gibson lança batalha de relações-públicas

quinta-feira, 23 de setembro de 2010 10:33 BRT
 

Por Zorianna Kit

LOS ANGELES (Reuters) - A ex-namorada de Mel Gibson, Oksana Grigorieva, foi retratada na quarta-feira como uma mulher "aterrorizada" que nunca tentou extorquir dinheiro do ator. O casal tem uma filha de 11 meses.

Participando do programa "Today", da rede de TV norte-americana NBC, os advogados de Grigorieva falaram publicamente pela primeira vez sobre o escândalo que cercou Gibson. Gravações de telefonemas do ator falando alto e parecendo ameaçar sua ex-namorada foram divulgadas na mídia.

A polícia de Los Angeles está investigando Gibson sob suspeita de abuso, e Grigorieva por possível extorsão. Nenhum dos dois foi indiciado.

Gibson e a modelo e cantora russa se separaram no início do ano depois do nascimento do bebê do casal. O namoro aconteceu depois que o astro de "Coração Valente" encerrou seu casamento de 28 anos com a esposa. Gibson continuou em silêncio durante as semanas de publicidade negativa, durante a divulgação das fitas.

"A mídia parece focar na questão sobre se ela extorquiu Mel Gibson", disse o advogado Daniel Horowitz na quarta-feira sobre Grigorieva. Ele chamou a modelo de "vítima de violência" doméstica. "Ela foi espancada, ela foi aterrorizada."

Horowitz negou informações de que Grigorieva teria pedido dinheiro em troca da não liberação das fitas de áudio, ou de fotos dela com um dente lascado que, segundo ela, foi causado por um suposto soco no rosto dado por Gibson.

Mas Horowitz disse que "qualquer pessoa espancada ou ameaçada tem o direito de documentar isso".

"Senão, seria Mel Gibson, um dos astros mais admirados do mundo, contra uma mulher sozinha", disse ele.

Horowitz disse que Grigorieva não lucrou com as fitas que vazaram e alegou que ela teria tentado impedir publicidade que poderia prejudicar Gibson.

 
<p>Mel Gibson (dir) e Oksana Grigorieva na estreia do filme "O Fim da Escurid&atilde;o" em Madri. Advogados de Grigorieva retrataram na quarta-feira a modelo como uma mulher "aterrorizada" que nunca tentou extorquir dinheiro do ator. 01/02/2010 REUTERS/Juan Medina/Arquivo</p>