Escultura de Matisse pode render US$35 milhões em leilão

segunda-feira, 4 de outubro de 2010 18:39 BRT
 

Por Chris Michaud

NOVA YORK, 4 de outubro (Reuters Life!) - Uma escultura de bronze em tamanho natural de Henri Matisse, nunca antes vendida em leilão, está prevista para ser a maior atração dos leilões de arte do outono americano e, segundo especialistas em arte, pode ser arrematada por até 35 milhões de dólares.

"Back IV (Nu de Dos, 4eme etat)", criada por Matisse por volta de 1930, será leiloada na casa Christie's em 3 de novembro por um colecionador particular europeu que a casa de leilões se negou a identificar.

Mas a Christie's disse que o proprietário está ciente da enorme oportunidade de mercado da escultura moderna neste momento.

"Concebida em escala épica, 'Back IV' é uma expressão poderosamente redutora da forma humana que representa um marco na evolução do estilo modernista", disse Conor Jordan, chefe da arte impressionista e moderna da Christie's Américas.

Outra escultura em tamanho natural, "Walking Man I", de Alberto Giacometti, se tornou por pouco tempo a obra de arte mais cara jamais vendida em leilão, quando foi arrematada por 104 milhões de dólares, em fevereiro.

Outro trabalho de Giacometti e uma escultura de Amedeo Modigliani foram vendidos por mais de 50 milhões de dólares cada neste ano.

A expectativa é que a Christie's faça nesta semana o anúncio público da venda da estátua de Matisse.

A obra de Matisse é a última de uma série de quatro esculturas que Conor Jordan descreveu como o projeto mais ambicioso de Matisse, no qual o artista trabalhou por mais de 20 anos.   Continuação...

 
<p>A escultura "Back IV (Nu de Dos, 4eme etat)", criada por Henri Matisse por volta de 1930, ser&aacute; leiloada na casa Christie's em 3 de novembro por um colecionador particular europeu que a casa de leil&otilde;es se negou a identificar. Segundo especialistas em arte, a obra pode ser arrematada por at&eacute; 35 milh&otilde;es de d&oacute;lares. REUTERS/Christie's Images/Divulga&ccedil;&atilde;o</p>