Memoriais e merchandising marcam 70o aniversário de John Lennon

quarta-feira, 6 de outubro de 2010 15:48 BRT
 

Por Mike Collett-White

LONDRES (Reuters Life!) - O 70o aniversário do nascimento de John Lennon, no sábado, será lembrado em todo o mundo com memoriais, música e muito merchandising.

Yoko Ono, viúva de Lennon e guardiã de seu legado comercial e musical, vai liderar as homenagens a partir da Islândia, onde vai acender a Torre de Paz Imagine, em memória de Lennon, e tocar com Sean, o filho do casal.

Em Liverpool, a cidade onde Lennon nasceu, a primeira mulher do músico, Cynthia, e o filho dela e Lennon, Julian, devem inaugurar um monumento dedicado ao artista, financiado pela Iniciativa Global de Paz, que envolve artistas jovens.

"Nowhere Boy", filme sobre os primeiros anos de Lennon, antes de ele fazer fama e fortuna com os Beatles, chegará aos cinemas nos EUA na sexta-feira, e no sábado o documentário "LennonNYC" será exibido em Nova York, onde o ex-Beatle foi assassinado em 8 de dezembro de 1980.

O trigésimo aniversário de sua morte, aos 40 anos, deve lançar uma nova onda de Lennonmania, em dezembro.

"É um fenômeno de certo modo estranho, mas real: os Beatles provavelmente são mais populares hoje do que jamais foram", disse Jerry Goldman, diretor administrativo do Museu Beatles Story, em Liverpool, que vai guardar o novo monumento de 350 mil dólares.

"Lennon é o maior ícone dos Beatles. Mas suas atividades com Yoko em prol da paz talvez não contem tanto quanto a música", acrescentou ele.

"'Imagine' é um hino mundial, assim como o é 'Give Peace a Chance'. Sempre que pessoas se reúnem para protestar, você provavelmente as ouvirá cantando uma canção de Lennon. Mais que qualquer outra coisa, é a música, e ninguém chegou perto de Lennon nos últimos anos."   Continuação...