Festival de Cinema de Roma celebra "A Doce Vida" de Fellini

quinta-feira, 7 de outubro de 2010 17:25 BRT
 

Por Philip Pullella

ROMA (Reuters) - O Festival de Cinema de Roma comemorará os 50 anos do clássico de Fellini "A Doce Vida" com a primeira apresentação de uma cópia restaurada e uma retrospectiva dos gloriosos dias em que Roma era chamada de "Hollywood sobre o rio Tibre".

A quinta edição do festival, que tentou forjar uma identidade própria à sombra de seu primo mais famoso em Veneza, acontecerá entre 28 de outubro e 5 de novembro.

Abrirá com "Last Night", um drama com intrigas sexuais e emocionais protagonizado por Keira Knightley e Eva Mendes, quem dará uma dose de atualidade à concorrência.

O festival apresentará uma cópia de "A Doce Vida", que estreou em 1960, de 178 minutos e em preto e branco.

Com o tempo, o filme se transformou em um ícone dos fãs do cinema e deu ao diretor, Federico Fellini, que morreu em 1993, o status de um Deus sobre a terra.

O filme, protagonizado por Marcello Mastroianni, Anita Ekberg e Anouk Aimee, foi considerado escandaloso naquele tempo, mas é bastante discreto para os padrões atuais.

Em sete episódios vagamente conectados, Mastroianni, na pele do repórter Marcello, cobre as andanças da nobreza residual, os novos ricos, as jovens estrelas e os parasitas das celebridades em um café situado na Via Veneto, em Roma, enquanto tenta encontrar sentido para sua própria vida.

Marcello escreve sobre os eventos com seu inseparável companheiro, um fotógrafo cujo apelido é Paparazzo, nome que aparece nos dicionários de todos os idiomas e faz referência aos profissionais da fotografia que perseguem os famosos.

Os festival também incluirá 24 filmes italianos feitos entre 1952 e 1980 e uma série de exibições em toda Roma para mostrar como era a cidade quando os artistas iam à capital italiana para verem e serem vistos.