África do Sul absolve ex-funcionária de Oprah acusada de abuso

segunda-feira, 11 de outubro de 2010 18:29 BRT
 

JOHANESBURGO (Reuters) - Um tribunal da África do Sul absolveu nesta segunda-feira uma ex-funcionária de uma escola fundada pela estrela norte-americana Oprah Winfrey que havia sido acusada de abusar sexualmente das estudantes, disse um porta-voz da promotoria local.

"Ela foi considerada inocente", disse à Reuters o porta-voz da Autoridade Nacional de Promotoria, Mthunzi Mhaga.

Tiny Virginia Makopo enfrentava 14 acusações de abuso, incluindo abuso sexual a estudantes, disse a agência de notícias Sapa.

Grande parte dos depoimentos foi feita a portas fechadas no Tribunal de Magistrados em Sebokeng para proteger as estudantes que são menores de idade, indicou.

A popular apresentadora de programas de televisão gastou milhões de dólares para abrir o The Oprah Winfrey Leadership Academy for Girls em um vilarejo localizado ao sul de Johanesburgo no início de 2007, destinado a dar educação de alta qualidade a meninas pobres.

(Reportagem de Jon Herskovitz)