ESTREIA-Em "Instinto de Vingança", transplante incita crimes

quinta-feira, 21 de outubro de 2010 07:52 BRST
 

SÃO PAULO (Reuters) - Inspirado no conto "O Coração Delator", de Edgar Allan Poe, "Instinto de Vingança" parte de uma premissa surreal: um transplantado que começa a receber ordens criminosas do coração que acabou de ser colocado em seu corpo. O filme estreia em circuito nacional.

O viúvo Terry Bernard (Josh Lucas, de "Juntos pelo Acaso") tem vários problemas, entre eles um coração prestes a parar e uma filha com uma doença degenerativa (Beatrice Miller, de 'Os Delírios de Consumo de Becky Bloom"). As coisas deveriam melhorar quando ele recebe um novo coração, mas não é o que acontece.

Sem saber o motivo, Terry começa a ser guiado pelo órgão transplantado, que faz com que ele mate as pessoas envolvidas no assassinato do doador. Assim, ciência e lógica são jogados pelo ralo no roteiro de Dave Callaham ("Os Mercenários"), que parece dever mais a "Dívida de Sangue", um policial competente dirigido e estrelado por Clint Eastwood em 2002, do que ao original de Poe.

O diretor Michael Cuesta, que exibe no currículo alguns episódios da série "True Blood", parece desconhecer a palavra sutileza e insiste nos exageros, com resultados risíveis. Toda vez que o coração está no comando, por exemplo, o áudio é de batidas cardíacas e as feições de Terry mudam.

Para tentar segurar o filme, a história se encarrega de meia dúzia de pistas falsas, que introduzem toques de suspense morno. Personagens como a namorada médica de Terry, Elizabeth - vivida por Lena Headey, de "300", e o investigador Phillip (Brian Cox, de "Zodíaco"), tornam-se suspeitos, para proporcionar algum seguimento à trama.

(Por Alysson Oliveira, do Cineweb)

* As opiniões expressas são responsabilidade do Cineweb