Stallone nega ter criticado Obama em mensagem no Twitter

quarta-feira, 3 de novembro de 2010 11:24 BRST
 

Por Paul Bond

LOS ANGELES (Hollywood Reporter) - Para quem as celebridades norte-americanas votaram na eleição da terça-feira para o Congresso? Muitos anunciaram online.

Matt Damon, por exemplo, aparece em um vídeo usando uma cédula de voto para instruir os norte-americanos a votarem pelo partido de esquerda Working Families Party (Partido das Famílias Trabalhadoras). Damon, que fez 40 anos no dia 8 de outubro, também fez um vídeo praticamente implorando por um presente de aniversário: votos para o WFP.

Sylvester Stallone parece ter outro posicionamento político. Ele não se deu ao trabalho de fazer um vídeo para a Web, mas fez sua recomendação pelo Twitter:

"Eu votei, você votou? Precisamos tirar o candidato da Manchúria do banco de motorista, antes que TODOS nós estejamos caindo do penhasco para o limbo.. Seja esperto", disse ele.

Essa mensagem teve diversos retornos com o apoio de cerca de 101.060 seguidores.

"O Candidato da Manchúria" foi um filme sobre um falso presidente que foi colocado no cargo por inimigos estrangeiros para destruir os Estados Unidos. Conceito assustador. Levante!", tuitou ele.

Apesar da referência no Twitter ao "presidente", Stallone disse à revista Hollywood Reporter que a mensagem era "no espírito de criar uma conversa" e que o "candidato da Manchúria" era "uma referência a todos os políticos de carreira".

Clint Eastwood e Clint Howard parecem concordar com Stallone. Eastwood conversou recentemente com Katie Couric dizendo "não ser fã" de Obama, e o clipe circulou rapidamente na Internet. Howard editou dois comerciais online ridicularizando Obama e outros democratas.

Algumas celebridades fingiam não se importar para quem os norte-americanos votariam, contanto que votassem.

Jay Z, por exemplo, disse "Não vou pregar a vocês", mas disse aos fãs "votem de novo em 2010", assim como votaram há dois anos pelo então candidato Barack Obama.

 
<p>Sylvester Stallone promove filme "Os Mercen&aacute;rios" em Berlim. Stallone manifestou no Twitter sua posi&ccedil;&atilde;o pol&iacute;tica antes das elei&ccedil;&otilde;es para o Congresso dos EUA de ter&ccedil;a-feira. 06/08/2010 REUTERS/Thomas Peter/Arquivo</p>