ESTREIA-"Scott Pilgrim Contra o Mundo" faz adaptação com humor

quinta-feira, 4 de novembro de 2010 08:02 BRST
 

SÃO PAULO (Reuters) - Um dos grandes acertos do diretor e roteirista Edgar Wright ("Chumbo Grosso") foi achar o tom certo entre o visual estilizado do videogame e o jorro de influências pop para compor "Scott Pilgrim Contra o Mundo", uma esperta adaptação da graphic novel do canadense Bryan Lee O'Malley, grande sucesso entre adolescentes.

O filme, que estreia apenas em São Paulo, situa-se claramente dentro de um cenário de videogame - com direito a lutas em que adversários são pulverizados e o herói pode ganhar uma vida extra. Nem por isso o roteiro (de Wright e Michael Bacall) descuida da composição dos personagens, que são um pouco mais consistentes do que a média das adaptações do gênero.

Assim, dá para simpatizar bastante com as emoções do protagonista Scott Pilgrim (Michael Cera, de "Juno"). Músico, 22 anos, integrante da banda Sex Bob-Ombs, em busca do sucesso, Scott se interessa por uma garota de 17, Knives Chau (Ellen Wong). Por se envolver com uma menininha mais nova, vira alvo das piadas dos colegas da banda, Kim (Alison Pill) e Stephen (Mark Webber), e mais ainda do colega de quarto, Wallace (Kieran Culkin). Logo a situação se complica, com a chegada da bela Ramona Flowers (Mary Elizabeth Winstead).

Moderna e descolada, mudando a cor do cabelo a cada semana e mais adulta e sensual do que Knives, ela logo se torna a fixação de Scott - que não tem coragem de romper com Knives.

O que Scott não espera é que, além de ser dificílima de conquistar, Ramona traz uma fila de ex-namorados rancorosos e maus na sua cola e que ele terá que derrotar um a um. O magrinho Scott multiplica suas forças para dar conta de um obsessivo Matthew Patel (Satya Bhabha); do ator metido e valentão Lucas Lee (Chris Evans); e do fortão Todd Ingram (Brandon Routh) que, para piorar, está envolvido com sua ex, Envy Adams (Brie Larson), outra vingativa.

Contando com uma série de lutas coreografadas e com vários efeitos, o filme aposta num humor que deve algo aos seriados de TV, criando situações genuinamente divertidas entre os integrantes da banda de Scott, dele mesmo com seu colega de quarto gay, e de toda a legião de ex-namorados e namoradas.

(Por Neusa Barbosa, do Cineweb)

* As opiniões expressas são responsabilidade do Cineweb

 
<p>O ator canadense Michael Cera chega para a premi&egrave;re de "Scott Pilgrim Contra o Mundo" em Londres, 18 de agosto de 2010. REUTERS/Suzanne Plunkett</p>