Novo álbum de Michael Jackson será lançado em 14 de dezembro

sexta-feira, 5 de novembro de 2010 12:17 BRST
 

LOS ANGELES (Reuters) - Um novo álbum, com músicas de Michael Jackson nunca antes ouvidas, será lançado no dia 14 de dezembro. Será a primeira vez que um disco inédito do rei do pop vai para as lojas depois de sua morte, no ano passado, informou na quinta-feira a gravadora Sony Music.

Intitulado simplesmente "Michael" o álbum marca a mais recente aposta comercial no cantor desde que ele morreu por causa de uma overdose de medicamentos vendidos sob prescrição médica em junho de 2009, aos 50 anos.

A Sony Music revelou o título do álbum, a capa do disco e o nome de uma música, "Breaking News", mas está escondendo detalhes do projeto.

Uma porta-voz da gravadora se negou a dizer quantas faixas havia no álbum, revelar o nome de qualquer outra canção ou indicar a extensão do trabalho de produção que foi feito após a morte de Michael Jackson.

Tal segredo pode ser consequência de um embaraçoso fiasco no ano passado, quando se descobriu que "This Is It", um novo single de Michael, aclamado como primeiro lançamento póstumo do cantor, havia sido gravado pela primeira vez há 18 anos, com outro título, por um desconhecido artista de Porto Rico. Paul Anka, coautor da canção, ameaçou processar os representantes de Jackson e recebeu rapidamente metade dos direitos autorais.

Os sucessos comerciais de Michael Jackson já estavam minguando muito antes de sua morte, embora os fãs o tenham tornado um dos artistas de maior vendagem no ano passado. Seu ultimo álbum de estúdio, "Invincible", foi uma decepção de público e crítica em 2001.

Entretanto, um filme póstumo de uma apresentação e um álbum com sua trilha sonora, chamados de "This Is It", ficaram no topo das paradas mundiais em novembro do ano passado.

A Sony afirmou que "Breaking News" foi gravado em casa de um amigo, em Nova Jersey, em 2007, e "recentemente foi trazido para conclusão". A partir da próxima segunda-feira, estará disponível para audição no website www.michaeljackson.com.

Outras faixas foram gravadas em estúdios de Las Vegas e Los Angeles, com vários colaboradores não divulgados, disse a Sony Music. No momento da morte de Michael, foi divulgado que o cantor estava trabalhando com artistas contemporâneos como Akon e RedOne, colaborador de Lady Gaga.

(Reportagem de Jill Serjeant)