Jornalistas da BBC cancelam greve após acordo para negociação

sexta-feira, 12 de novembro de 2010 13:24 BRST
 

LONDRES (Reuters) - Jornalistas da emissora estatal britânica BBC cancelaram uma greve pela aposentadoria, prevista para a próxima semana, depois que a direção concordou em se reunir com o sindicato, disse o Sindicato Nacional dos Jornalistas (NUJ).

A greve, prevista para segunda e terça-feira, teria sido a segunda paralisação de 48 horas em protesto contra os planos de reduzir um grande déficit previdenciário suspendendo a expansão dos pagamentos de aposentadoria.

A primeira greve, realizada na sexta-feira e no sábado, atrapalhou a programação dos noticiários da emissora.

"Acolhemos positivamente a mudança na posição da BBC e o acordo para negociação após a paralisação de milhares de jornalistas e outros funcionários da BBC", disse o secretário-geral do NUJ, Jeremy Dear.

A diretora do departamento de recursos humanos da BBC, Lucy Adams, disse que a emissora acolheu a decisão do NUJ e concordou em se reunir com o NUJ e outros sindicatos de funcionários na BBC.

A BBC quer resolver um déficit previdenciário de 1,5 bilhão de libras (2,41 bilhões de dólares) impondo um limite nos aumentos nos pagamentos de aposentadorias em 1 por cento depois de abril.

A emissora é financiada por um imposto cobrado de todas as casas com televisões. Os recursos foram restringidos por um corte nos gastos públicos do governo para conter o déficit orçamentário recorde.

(Reportagem de Karen Foster)