Chris Brown é elogiado por progresso em liberdade condicional

sexta-feira, 19 de novembro de 2010 09:50 BRST
 

LOS ANGELES (Reuters) - O cantor de R&B Chris Brown foi elogiado na quinta-feira por seu trabalho "louvável" ao cumprir as aulas de violência doméstica e o serviço comunitário impostos por um tribunal depois que ele agrediu sua então namorada, a cantora Rihanna, em 2009.

Em uma audiência, a juíza Patricia Schnegg, do Tribunal Superior de Los Angeles, disse a Brown, de 21 anos, que das mil pessoas que vieram antes dele sob liberdade condicional nenhuma fez um trabalho melhor e mais consistente. "Gostaria realmente de parabenizá-lo por assumir a responsabilidade e trabalhar de forma diligente para completar todas as coisas que o tribunal exigiu de você", afirmou.

Schnegg disse que Brown tinha apenas mais sete sessões de aulas sobre violência doméstica, e que suas 581 horas até agora de serviço comunitário eram "muito louváveis".

Brown se declarou culpado no ano passado por agredir Rihanna durante uma discussão depois de uma festa em fevereiro de 2009. Ele foi sentenciado a 5 anos de liberdade condicional, um programa sobre violência doméstica com duração de um ano e 180 dias de trabalho comunitário.

O cantor de sucessos como "Run It!" e "Kiss Kiss" já se desculpou com seus fãs, mas Brown e Rihanna se separaram depois do incidente.

(Reportagem de Jill Serjeant)

 
<p>Chris Brown no jogo da NBA em fevereiro, em Los Angeles. O cantor de R&amp;B foi elogiado na quinta-feira por seu trabalho "louv&aacute;vel" as exig&ecirc;ncias do tribunal depois que ele agrediu sua ent&atilde;o namorada, a cantora Rihanna, em 2009. 18/02/2010 REUTERS/Danny Moloshok</p>