Família Versace devolve tela roubada a seus donos originais

segunda-feira, 22 de novembro de 2010 14:44 BRST
 

LONDRES (Reuters Life!) - Uma tela roubada em 1979 de uma residência londrina e que acabou na coleção do falecido estilista Gianni Versace foi devolvida a seus proprietários originais, informou na segunda o Registro de Obras de Arte Perdidas (ARL), da Grã-Bretanha.

A obra do artista alemão do século 18 Johann Zoffany tinha sido anunciada como a atração principal de um leilão promovido pela Sotheby's do conteúdo da mansão de Versace à margem do lago Como, no ano passado, mas a pintura foi tirada do leilão no último instante.

Um descendente direto de George Maule, retratado na tela "Retrato do Major George Maule", procurou o ARL, que rastreia obras de arte e antiguidades perdidas e roubadas, e a entidade, por sua vez, entrou em contato com a Sotheby's.

"Algo que poderia ter virado uma batalha legal prolongada entre duas famílias europeias abastadas e seus respectivos advogados foi resolvido amigavelmente pela equipe de mediação do ARL", disse a organização.

Os termos do acordo fechado entre as duas famílias são confidenciais, mas Christopher Marinello, do ARL, disse: "Não há dúvida de que Gianni Versace, quando comprou a tela, nos anos 1980, não sabia que ela era roubada".

"Este quadro possui valor sentimental especial para os herdeiros."

O leilão da Sotheby's em março de 2009 levantou 7,4 milhões de libras, quase três vezes a estimativa prévia, a despeito da retirada da tela de Zoffany.

(Reportagem de Mike Collett-White)