Ingrid Pitt, atriz de filmes de terror, morre aos 73 anos

quarta-feira, 24 de novembro de 2010 11:48 BRST
 

LONDRES (Reuters Life!) - Ingrid Pitt, a sedutora rainha dos filmes de terror da produtora Hammer, que sobreviveu a um campo de concentração nazista quando criança, morreu aos 73 anos de idade, disse um porta-voz de seu agente nesta quarta-feira.

A atriz começou a carreira no cinema em meados dos anos 1960 com papéis em filmes espanhóis e interpretando personagens menores, em produções como "Doutor Jivago" e "A Funny Thing Happened on the Way to the Forum".

Ela apareceu no clássico de 1968 "Desafio das Águias", com Richard Burton e Clint Eastwood, e cinco anos depois no suspense "O Homem de Palha".

Mas foi por seus papéis em filmes eróticos de terror "Os Vampiros Amantes" (1970) e "A Condessa Drácula" (1971) que ela ficou mais conhecida na Grã-Bretanha.

"Subestimada como atriz e escritora, Pitt era uma figura amigável mas teimosamente enigmática", disse Marcus Hearn, historiador dos filmes de terror Hammer e amigo da atriz.

Pitt também era uma escritora. Publicou dois romances que se passam na era Perón na Argentina, e diversos trabalhos de ficção no gênero de terror.

Ela nasceu na Polônia em 1937. Como a mãe era descendente de judeus, ela foi enviada a um campo de concentração nazista durante a Segunda Guerra Mundial, aos 5 anos de idade -- experiência que ela conta em sua autobiografia "Life's a Scream" (A Vida é um Grito).

Pitt sofreu um colapso recentemente e morreu em Londres na terça-feira, pouco depois de completar 73 anos.

(Reportagem de Mike Collett-White)