Diretor italiano Mario Monicelli morre aos 95 anos

terça-feira, 30 de novembro de 2010 10:54 BRST
 

Por Philip Pullella

ROMA (Reuters) - O cineasta Mario Monicelli, de 95 anos, que dirigiu alguns dos filmes mais famosos no pós-guerra da Itália e lançou a carreira de alguns dos maiores atores do país, pulou para a morte de uma janela do hospital na segunda-feira, disse a mídia italiana.

Monicelli dirigiu clássicos como "Os Companheiros", "O Incrível Exército de Brancaleone" e a série "Meus Caros Amigos" com Ugo Tognazzi e Philippe Noiret.

Segundo informações da mídia, ele saltou do quarto andar do hospital San Giovanni, em Roma, onde estava recebendo tratamento para um câncer de próstata terminal.

Monicelli, conhecido como um gênio da comédia italiana, também dirigiu alguns filmes mais sérios, como "A Grande Guerra", que conta a história trágica de um homem que busca fazer justiça com as próprias mãos depois que seu filho é morto em um assalto.

Ele foi indicado ao Oscar quatro vezes, mas nunca recebeu o prêmio. Produziu cerca de 70 filmes e escreveu praticamente todos os seus roteiros.

Monicelli fez seu primeiro curta-metragem aos 19 anos e estreou como diretor em 1949, dirigindo o gênio da comédia italiana Totò, uma parceria que ajudaria os dois na conquista da fama.

Trabalhou com alguns dos maiores atores italianos do período pós-guerra, incluindo Marcello Mastroianni, Sophia Loren, Vittorio Gassman, Alberto Sordi, Anna Magnani, Claudia Cardinale e Monica Vitti.

Monicelli recebeu diversos prêmios, incluindo o Leão de Ouro por sua carreira no Festival de Cinema de Veneza.

Nascido na Toscana, o cineasta permaneceu ativo em sua fase de mais idade, fazendo aparições breves em diversos filmes que não dirigiu.

Ele teve um pequeno papel em "Sob o Sol de Toscana" em 2003, filme com Diane Lane e Raul Bova, interpretando um idoso que aparece todos os dias para colocar flores em frente a uma estátua da Virgem Maria.

 
<p>Diretor italiano Mario Monicelli no 2o festival de cinema "Los Angeles, Italia" em Hollywood, em 2007. O cineasta de 95 anos morreu nesta segunda-feira ao pular da janela de seu hospital. 18/02/2007 REUTERS/Gene Blevins/Arquivo</p>