"Birds of America" quebra recorde de livros vendidos em leilão

terça-feira, 7 de dezembro de 2010 18:50 BRST
 

LONDRES (Reuters Life!) - Um dos poucos exemplares em mãos particulares do livro ricamente ilustrado "Birds of America" (Aves da América), de John James Audubon, foi vendido por 7,3 milhões de libras (11,5 milhões de dólares) em Londres na terça-feira, quebrando o recorde de preço de um livro impresso vendido em leilão.

A obra fez parte do leilão feito pela Sotheby's de manuscritos, livros e desenhos da coleção de lorde Hesketh, morto em 1955.

O leilão rendeu cerca de 15 milhões de libras ao todo, segundo o site da Sotheby's, um valor confortavelmente superior à estimativa prévia, de entre 8 e 10 milhões de libras.

Como se previa, o grande destaque foi a monumental obra em quatro volumes de Audubon, uma de apenas 11 cópias dela em mãos particulares. A estimativa prévia era que fosse arrematada por entre 4 e 6 milhões de libras.

O livro foi comprado pelo marchand londrino Michael Tollemache, que fez seus lances no próprio recinto do leilão e descreveu o livro como "de valor inestimável".

Sabe-se da existência de 119 exemplares de "Birds of America". O livro contém mil ilustrações de cerca de 500 raças de aves, e Audubon levou 12 anos para concluí-lo.

Audubon, que morreu em 1851, foi um influente historiador natural. Ele é citado três vezes em "A Origem das Espécies", de Charles Darwin.

(Reportagem de Mike Collett-White)