Revista publica última entrevista de Lennon à mídia impressa

quarta-feira, 8 de dezembro de 2010 10:35 BRST
 

LONDRES (Reuters Life!) - A revista Rolling Stone publica na sua nova edição uma entrevista inédita com John Lennon, feita três dias antes de ele ser assassinado, há exatos 30 anos.

A publicação disse que a conversa de nove horas com Jonathan Cott foi a última entrevista do ex-beatle à mídia impressa. Lennon foi assassinado em 8 de dezembro de 1980, aos 40 anos, em frente ao prédio onde morava, em Nova York.

A Rolling Stone publicou trechos da entrevista logo após o crime, mas só recentemente Cott transcreveu integralmente as fitas, depois de encontrá-las no fundo de um armário.

Na entrevista, Lennon ataca fãs e críticos que o recriminaram por passar cinco anos afastado da música. "O que eles querem são heróis mortos, como Sid Vicious e James Dean. Não estou interessado em ser um maldito herói morto, então esqueçam, esqueçam."

Ele dizia também que cogitava voltar a fazer shows, mas os queria intimistas, "sem bombas de fumaça, sem batom, sem luzes piscando". "Somos roqueiros renascidos, e estamos 'starting over' (título de uma canção dele, que significa 'recomeçando'). (...). Haverá bastante tempo, certo? Bastante tempo."

Yoko Ono, viúva de Lennon, também colaborou com a edição da revista, que chega às bancas na sexta-feira trazendo um material especial sobre os 30 anos da morte de Lennon.

(Reportagem de Mike Collett-White)