Enteado do guitarrista do Pink Floyd é preso após manifestações

domingo, 12 de dezembro de 2010 17:14 BRST
 

Por Michael Holden

LONDRES (Reuters) - O enteado do guitarrista do Pink Floyd David Gilmour foi preso no domingo por se pendurar numa bandeira no memorial aos mortos da guerra, em Londres, durante manifestações na semana passada, segundo a imprensa britânica.

Charlie Gilmour, de 21 anos, foi fotografado pendurado na bandeira britânica no memorial da guerra de Cenotaph durante protestos na quinta-feira contra um aumento nas mensalidades das universidades. Ele depois pediu desculpas, dizendo que estava envergonhado.

"No domingo, 12 de dezembro, um homem de 21 anos foi preso em sua casa em Sussex", disse a polícia num comunicado. Um porta-voz recusou-se a confirmar a identidade do homem.

"Ele foi encarcerado pelos policiais sob a suspeita de desordem violenta e atentado de dano criminal à bandeira britânica no memorial no dia 9 de dezembro", acrescentou o comunicado, dizendo que ele também foi preso por suspeita de roubo.

A prisão de Gilmour aconteceu num momento em que a secretária do Interior, Theresa May, disse que a polícia poderia utilizar canhões de água após as manifestações violentas da semana passada.

May confirmou que a mulher do Príncipe Charles, Camilla, havia tido "contato" com os manifestantes, que atacaram a limusine do casal no centro de Londres. O carro foi chutado, um dos vidros foi quebrado e os manifestantes jogaram tinta branca em cima dele.

A imprensa local disse que Camila havia sido cutucada com uma madeira enfiada numa janela do carro que estava entreaberta. "Não diria exatamente cutucada com uma madeira, mas sei que houve algum contato", disse May à Sky News.

As manifestações de quinta-feira seguiram-se a três outros protestos violentos no mês que passou.   Continuação...