"Cisne Negro" ganha atenção enquanto temporada do Oscar esquenta

terça-feira, 14 de dezembro de 2010 16:24 BRST
 

LOS ANGELES (Hollywood Reporter) - Lotações esgotadas em suas primeiras sessões e a aclamação recebida na temporada de premiações repentinamente elevaram "O Cisne Negro" à condição de potencial candidato ao Oscar, no momento em que o filme estrelado por Natalie Portman prepara seu lançamento comercial amplo, no próximo fim de semana.

As indicações ao Oscar só serão anunciadas em 25 de janeiro, de modo que o suspense mais imediato para o filme sobre balé começa na sexta-feira, quando a Fox Searchlight vai aumentar de 90 para 1.000 o número de cinemas em que o filme será exibido nos Estados Unidos.

No fim de semana passado, "Cisne Negro" vendeu 3,3 milhões de dólares em ingressos em apenas 90 cinemas no país, o suficiente para lhe garantir o sexto lugar nas bilheterias. Suas vendas até agora estão em 5,6 milhões de dólares.

Ambientado no mundo competitivo do balé profissional, "Cisne Negro" foi dirigido por Darren Aronofsky ("O Lutador"), e outros nomes de seu elenco incluem Mila Kunis, Vincent Cassel e Barbara Hershey.

"Sabíamos que era um tema difícil, mas apostamos em Darren Aronofsky e Natalie Portman", disse o co-presidente da Searchlight, Steve Gilula. "O que está sendo uma surpresa agradável é que o filme está atraindo um público mais amplo desde já."

O filme vem sendo visto por plateias formadas 55 por cento por mulheres. "Ouvimos falar de mulheres que já o viram duas ou três vezes", disse Giulia.

Enquanto isso, o American Film Institute apontou "Cisne Negro" como um dos dez melhores filmes de 2010. Isso deve reforçar suas credenciais de Oscar antes das dez indicações a melhor filme no Oscar, embora o AFI leve em conta apenas produções americanas, tendo por essa razão relegado o elogiado drama britânico "O Discurso do Rei" a um prêmio especial.

Também no fim de semana, os membros da Broadcast Film Critics Association deram um recorde de 12 indicações para os prêmios Critics' Choice a "Cisne Negro", em categorias que incluem a de melhor filme.

A Fox Searchlight vem criando o hábito de lançar filmes aclamados pelo público e a crítica. A unidade de filmes especiais da Fox conquistou um Oscar de melhor filme com "Quem Quer Ser um Milionário", de 2008, um drama indiano doloroso mas divertido, que rendeu 141,3 milhões de dólares nos EUA. Sua comédia dramática "Juno", de 2007, também agradou ao público e à crítica, tendo sido incluído na lista dos indicados ao Oscar de melhor filme, que na época incluía apenas cinco filmes.

"Juno" perdeu a estatueta de melhor filme para "Onde os Fracos Nâo Têm Vez", da Miramax, que era elogiado pela crítica mas cujo sucesso comercial foi bem menor. A Fox Searchlight também conseguiu indicações a melhor filme por "Pequena Miss Sunshine", de 2006, e "Sideways", de 2005.

 
<p>A atriz Natalie Portman chega para a apresenta&ccedil;&atilde;o do filme "Cisne Negro" durante o 35o Toronto International Film Festival, 13 de setembro de 2010. REUTERS/Adrien Veczan</p>