Turma da Mônica promove Mercosul e vê argentinos craques em polo

quinta-feira, 16 de dezembro de 2010 16:55 BRST
 

BRASÍLIA (Reuters) - O governo brasileiro lançou nesta quinta-feira um livro em que a Turma da Mônica busca conscientizar as crianças sobre o processo de integração dos países do Mercosul. A publicação, por exemplo, conta que os argentinos são craques no polo e no rugby.

Intitulado "Amizade sem Fronteiras", o livro foi publicado em português, espanhol e guarani, idioma bastante falado no Paraguai, que integra o bloco ao lado de Brasil, Argentina e Uruguai.

A publicação, de autoria do criador da Turma da Mônica, Mauricio de Sousa, faz parte dos esforços das autoridades de aprofundar a integração num momento em que o Mercosul se recupera depois de mais de uma década de crises econômicas e políticas.

Versões do personagem Anjinho de cada um dos países do bloco contam para a turma sobre a cultura, natureza e música de seus respectivos países.

Além de exaltar as aptidões dos argentinos no rugby e no polo, esporte jogado sobre cavalos e em um campo de grama, o Anjinho que representa a Argentina conta que seus compatriotas também adoram o futebol.

Cabe, no entanto, ao Anjinho do Brasil a responsabilidade de informar que seu país é pentacampeão mundial de futebol. Os personagens dizem que juntos os países do bloco têm nove títulos mundiais --Argentina e Uruguai ganharam duas vezes cada.

A publicação conclui que os países do Mercosul são grandes produtores de petróleo e têm a maior reserva de água potável do mundo. O livro é patrocinado pela usina hidrelétrica binacional de Itaipu, que pertence a Brasil e Paraguai, e pelo Instituto Mauricio de Sousa.

(Reportagem de Ray Colitt)