Exposição sobre Hitler é prorrogada em Berlim devido à procura

quinta-feira, 6 de janeiro de 2011 16:29 BRST
 

Por Eric Kelsey

BERLIM (Reuters Life!) - A primeira exposição alemã no pós-guerra dedicada ao ditador nazista Adolf Hitler foi prorrogada em três semanas devido à demanda popular, anunciou o Museu Histórico Alemão (DHM) na quinta-feira.

Nos últimos três meses, mais de 170 mil visitantes foram ver a exposição "Hitler e os Alemães", que explora os vínculos entre a sociedade alemã e a ascensão de Hitler ao poder, em 1933.

"Houve grande interesse por parte de alemães e também de turistas internacionais", disse o porta-voz do museu, Rudolf Trabold. "Temos recebido grande número de visitantes de toda a Europa."

O museu anunciou que a exposição agora ficará em cartaz até 27 de fevereiro.

O museu ficou muito satisfeito com o grande número de visitantes, uma vez que a exposição estuda o legado nazista da Alemanha, incluindo a 2a Guerra Mundial e o Holocausto.

"Hitler, nazistas, guerra e a relação de tudo isso com a sociedade alemã, isso não é um tema simpático para o Natal", acrescentou Trabold.

A mídia alemã expressou o receio de que a exposição se tornasse popular entre os neonazistas, que idolatram Hitler, mas não foram relatados problemas nesse sentido.

Embora estejam expostos inúmeros objetos ligados ao nazismo, desde uniformes da SS e da Gestapo até um aparador da sala de trabalho de Hitler, a exposição mostra como todos os setores da sociedade alemã - a mídia, a indústria, a Igreja, as escolas - contribuíram para consolidar o culto a Hitler na década de 1930 e continuaram a alimentá-lo ao longo da 2a Guerra Mundial, até o momento em que a derrota se tornou iminente.   Continuação...