Caso de plágio de Harry Potter é rejeitado nos EUA

sexta-feira, 7 de janeiro de 2011 18:37 BRST
 

NOVA YORK/LONDRES (Reuters) - Uma juíza dos Estados Unidos rejeitou na quinta-feira uma ação acusando a autora de "Harry Potter," JK Rowling, de copiar a obra de outro escritor no livro "Harry Potter e o Cálice de Fogo."

Mas os herdeiros do falecido autor Adrian Jacobs, que disseram que o enredo de "Cálice de Fogo" usou partes de seu livro "Willy the Wizard," incluindo uma competição de magos, prometeram continuar a sua ação no Tribunal Superior da Grã-Bretanha.

"O Cálice de Fogo" é o quarto dos sete romances da série de grande sucesso do menino mago que foi transformado em uma franquia de filmes de vários bilhões de dólares.

A Scholastic Corp, editora dos livros nos EUA, comemorou a decisão da juíza Shira Scheindlin, que afirmou: "O contraste entre o conceito total e o tom das obras é tão gritante que qualquer comparação séria desafia a credulidade," segundo a editora.

"A rejeição imediata pelo Tribunal de Justiça apoia nossa posição de que o caso era completamente sem mérito e que comparar 'Willy the Wizard' com a série 'Harry Potter' é um absurdo," disse a empresa em comunicado.

Os herdeiros de Jacobs afirmaram que lamentam a decisão e vão estudar a possibilidade de apelar da decisão.

"Os herdeiros de Jacobs continuarão a prosseguir com determinação sua ação em Londres," disse em comunicado Paul Allen, administrador do espólio do autor.

"A enorme quantidade de provas apresentadas ao Tribunal Superior inglês incluiu análise linguística forense, o testemunho factual relacionado a Rowling e seu agente, Chris Little, e as provas de especialistas em literatura fantástica infantil, demonstrando semelhanças impressionantes entre os dois livros."

Em outubro, o juiz encarregado do caso de Londres disse que as reivindicações feitas por Allen são "improváveis," mas recusou o pedido dos advogados de Rowling e sua editora britânica, a Bloomsbury, para que o caso fosse imediatamente engavetado.   Continuação...