Festival de Berlim vai homenagear cineasta iraniano preso

terça-feira, 18 de janeiro de 2011 16:46 BRST
 

BERLIM (Reuters) - O Festival de Cinema de Berlim vai render homenagem neste ano ao diretor iraniano Jafar Panahi, anunciaram os organizadores na terça-feira, um mês depois de o cineasta ter sido sentenciado a seis anos de prisão no Irã.

De acordo com os advogados de Panahi, ele foi encarcerado por um tribunal iraniano no mês passado por fazer um filme sem autorização e incitar protestos oposicionistas. Ainda segundo os advogados, a corte o proibiu de escrever ou fazer filmes por 20 anos.

Panahi, cujo filme "Fora do Jogo" recebeu o Urso de Prata do festival de Berlim em 2006, foi nomeado membro do júri deste ano no festival, que terá lugar entre 10 e 20 de fevereiro.

"Vamos usar de todas as oportunidades possíveis para protestar contra este veredito drástico", disse o diretor do festival, Dieter Kosslick, em comunicado.

"Fora do Jogo" será um dos filmes de Panahi exibidos em Berlim, um dos maiores festivais de cinema do mundo. Em 17 de fevereiro será realizado um debate com artistas e cineastas iranianos sobre a censura e as restrições à liberdade no Irã.

Ganhador de vários prêmios internacionais e partidário do líder oposicionista Mirhossein Mousavi na contestada eleição presidencial iraniana de 2009, Panahi foi preso em março.

As autoridades iranianas regularmente acusam governos e mídia ocidentais de fazer propaganda política contra a República Islâmica.

(Reportagem de Erik Kirschbaum)