25 de Janeiro de 2011 / às 15:42 / em 7 anos

"Discurso do Rei" lidera indicações ao Oscar

<p>O ator Colin Firth j&aacute; ganhou o Globo de Ouro de melhor ator pelo filme "O Discurso do Rei". 16/01/2011 REUTERS/Lucy Nicholson</p>

Por Dean Goodman

BEVERLY HILLS (Reuters) - “O Discurso do Rei”, drama britânico sobre o esforço do rei George 6 para superar sua gagueira, liderou as indicações ao Oscar na terça-feira, com 12, entre elas para o prêmio de melhor filme.

Colin Firth, já favorito na temporada de premiações, foi indicado ao Oscar de melhor ator pelo papel do rei, pai da monarca atual, a rainha Elizabeth.

Em comunicado à imprensa, Firth, 50 anos, disse que está comemorando com seus colegas. “Não estou acostumado a tanta alegria e tanto champanhe a esta hora.”

Seus colegas de elenco também foram indicados por seus papéis coadjuvantes no filme distribuído pela Weinstein Co.: Helena Bonham Carter (representou a mulher de George, a futura rainha mãe), e o australiano Geoffrey Rush pelo papel do fonoaudiólogo que ignora o protocolo real, mergulhando na psique de seu cliente relutante.

Em 2009, “O Curioso Caso de Benjamin Button” recebeu 13 indicações, mas acabou com apenas três prêmios.

“Bravura Indômita”, remake de um faroeste sobre a luta corajosa de uma garota para caçar o assassino de seu pai, levou dez indicações. Além de melhor filme, recebeu indicações de atuação para Jeff Bridges, ganhador do Oscar no ano passado, e para a novata de 14 anos de idade Hailee Steinfeld.

Mas o filme vem sendo praticamente ignorado na temporada de premiações e não recebeu menção alguma nos Globos de Ouro.

“A Rede Social”, drama sobre a criação do Facebook, dominou as premiações de vários grupos de críticos e ganhou oito indicações ao Oscar, empatando com o thriller de ficção científica “A Origem”.

Os dois vão concorrer pelo Oscar de melhor filme. Os dez indicados a melhor filme incluem também “Cisne Negro”, “O Vencedor”, “Minhas Mães e Meu Pai”, “127 Horas”, “Toy Story 3” e “Inverno da Alma”.

“Cisne Negro”, “O Vencedor”, “O Discurso do Rei”, “A Rede Social” e “Bravura Indômita” foram indicados na categoria melhor direção.

Os vencedores da 83a edição anual dos prêmios da Academia serão anunciados numa cerimônia em Hollywood em 27 de fevereiro.

Como vem acontecendo nos últimos anos, as indicações principais suscitaram pouca surpresa ou controvérsia.

“A lista é ampla e eminentemente justa”, opinou James Lipton, apresentador do seriado “Inside Actors Studio”, em e-mail.

“A Rede Social” vem dominando as premiações que antecedem o Oscar, entre elas a Critics Choice e os Globos de Ouro. “O Discurso do Rei” surpreendeu ao ganhar o grande prêmio do Sindicato de Produtores no sábado.

Virtualmente todos os indicados a melhor filme já foram bem recebidos pelo grande público, e os que ainda estão em cartaz provavelmente terão suas bilheterias favorecidas nas próximas semanas em função da indicação ao Oscar.

O único dos indicados a permanecer com firmeza na seara dos filmes de arte é “Inverno da Alma”, descoberto no Festival Sundance do ano passado e que não chegou a ser exibido em mais de 150 cinemas nos EUA.

Pela primeira vez desde 2001 não há atores negros entre os indicados. Há oito atores que estão sendo indicados pela primeira vez, além de três britânicos - Firth, Bonham Carter e Christian Bale (este por “O Vencedor”) -, dois australianos - Rush e Jacki Weaver (“Reino Animal” - e um espanhol, Javier Bardem (“Biutiful”).

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below