Charlie Louvin, lenda da música country, morre aos 83

quarta-feira, 26 de janeiro de 2011 20:17 BRST
 

Por Tim Ghianni

NASHVILLE (Reuters) - O influente músico country Charlie Louvin, que gravou vários sucessos trazendo influências gospel para seu estilo tradicional de canto, morreu na quarta-feira aos 83 anos.

Membro do Hall da Fama da Música Country desde 2001, e do Grand Ole Opry há meio século, ele sofria de câncer no pâncreas e morreu na sua casa, em Wartrace (Tennessee), segundo seu agente Brett Steele.

Sua carreira abrangeu sete décadas e terminou com o lançamento, no final do ano passado, do disco "The Battle Rages On", último de seus cerca de 20 álbuns. Todo o trabalho continha músicas sobre a guerra, em duetos com nomes como Del McCoury, lenda do "bluegrass".

Louvin formou na década de 1940 uma dupla de sucesso com seu irmão mais velho, Ira, desenvolvendo um estilo harmônico inspirado no gospel do sul dos EUA.

Nascido em 7 de julho de 1927, no Alabama, Charlie Louvin trabalhou na fazenda da família e cresceu ouvindo discos de "bluegrass" de artistas como Delmore Brothers, Monroe Brothers e Blue Sky Boys.

O primeiro sucesso dos irmãos Louvin foi o single "When I Stop Dreaming", em 1955, ano em que eles fizeram uma turnê com o jovem Elvis Presley.

A dupla se dissolveu em 1963, por razões pessoais. Ira lançou um álbum solo e morreu no ano seguinte, em um acidente de carro.

Sozinho, Charlie embarcou numa carreira de sucesso, começando com o hit "I Don't Love You Anymore", de 1964. Foi redescoberto em 2003, ao ser convidado para abrir shows das bandas Cheap Trick e Cake. Em 2004, os artistas James Taylor, Merle Haggarde e Dolly Parton lançaram o tributo musical "Livin', Lovin' Losin': Songs of the Louvin Brothers", ganhador de dois Grammys.

Apesar do câncer, Louvin continuou se apresentando até dezembro passado. "O show business é tudo o que eu realmente sei fazer, e eu gostaria que fosse a última coisa que eu fizesse", disse ele numa recente entrevista ao jornal Nashville Tennessean.