Casa de leilões Christie's tem recorde de vendas em 2010

quinta-feira, 27 de janeiro de 2011 09:45 BRST
 

Por Mike Collett-White

LONDRES (Reuters) - A maior casa de leilões do mundo, a Christie's, registrou um recorde anual de vendas de 3,3 bilhões de libras (5 bilhões de dólares) em 2010, salto de 53 por cento em relação a 2009, mostrando a forte recuperação do mercado de arte.

Os preços em diversos setores tiveram forte aumento e recordes foram quebrados, compensando as fortes perdas provocadas pela crise econômica mundial. Novos colecionadores e investidores da China foram um dos principais fatores por trás da melhora no setor.

Segundo a Christie's, foi a maior venda total em seus 245 anos de história, e o presidente-executivo mundial da Christie's, Steven Murphy, disse que as perspectivas para 2011 eram positivas por enquanto.

"O ano de 2010 foi de quebra de recordes e as perspectivas iniciais para 2011 indicam que o mercado de arte continua animado em todos os sentidos", disse ele em comunicado.

O total inclui 369 milhões de libras em vendas particulares em 2010, um aumento de 39 por cento.

A Sotheby's, principal rival da Christie's, também teve alta em suas vendas, com um total em leilões, excluindo vendas privadas, atingindo 4,3 bilhões de dólares em 2010, comparado aos 2,3 bilhões de dólares em 2009.

A empresa, que ainda deve anunciar seus dados completos para 2010, também disse que o desempenho foi "excelente".

 
<p>Leil&atilde;o de vinhos na Christie's em Genebra, em novembro de 2010. A maior casa de leil&otilde;es do mundo teve recorde anual de vendas de 3,3 bilh&otilde;es de libras (5 bilh&otilde;es de d&oacute;lares) em 2010, salto de 53 por cento em rela&ccedil;&atilde;o a 2009. 16/01/2010 REUTERS/Valentin Flauraud/Arquivo</p>