Foto de afegã desfigurada ganha prêmio World Press

sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011 10:08 BRST
 

AMSTERDÃ (Reuters) - O chocante retrato de uma afegã que teve as orelhas e o nariz decepados por seu ex-marido recebeu nesta sexta-feira o principal prêmio da organização World Press Photo. A imagem é de autoria de Jodi Bieber, da revista Time.

A moça retratada é Bibi Aisha, de 18 anos, que foi mutilada como punição por ter deixado a casa do seu marido, queixando-se da violência doméstica. Um comandante do Taliban na província de Oruzgan ordenou que ela fosse submetida à Justiça, e o marido dela cortou seu nariz e suas orelhas.

Aisha hoje vive nos EUA, onde foi submetida a uma cirurgia restauradora.

"É uma imagem incrivelmente forte. Ela passa uma mensagem enormemente forte ao mundo, sobre os 50 por cento da população que são mulheres, muitas das quais ainda vivendo em condições miseráveis, sofrendo violências. É forte porque a mulher parece muito digna, icônica", disse Ruth Eichhorn, uma das juradas, em nota.

Fotógrafos da Reuters ganharam dois prêmios nesse concurso anual.

Mike Hutchings recebeu o prêmio de melhor imagem esportiva individual, pela foto que mostra o jogador holandês Demy de Zeeuw tendo seu rosto chutado pelo uruguaio Martin Cáceres na semifinal da Copa do Mundo da África do Sul.

Omar Feisal recebeu o primeiro prêmio da categoria de "imagens individuais do cotidiano", ao retratar um homem carregando um tubarão pelas ruas de Mogadício, na Somália.

Andrew Biraj, também da Reuters, ficou com o terceiro lugar nessa categoria, pela foto de um trem superlotado em Bangladesh.

(Reportagem de Sara Webb)

 
<p>Foto de Jodi Bieber, da revista Time, vencedora do pr&ecirc;mio principal do World Press. O chocante retrato de uma afeg&atilde; que teve as orelhas e o nariz decepados por seu ex-marido recebeu o principal pr&ecirc;mio da organiza&ccedil;&atilde;o World Press Photo. REUTERS/Jodi Bieber/Time/Divulga&ccedil;&atilde;o</p>